Publicidade:



Arquivo da Categoria ‘Audi de A a Z’

Trimestre recordista

terça-feira, 6 de maio de 2014

AUDI-AG-trimestre-recordista---A3-Sportback-g-tron

A Audi entregou globalmente, em março de 2014, cerca de 170 mil carros, recorde histórico mensal de vendas para a marca, o que representa um aumento de 15,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. Esse resultado colocou março como o 51º mês consecutivo com aumento de vendas globais para a Audi. China (+36,6%), Alemanha (+10,2%) e o Reino Unido (+12,7%) foram destaque de crescimento no último mês. Nos primeiros três meses, as vendas da Audi aumentaram em 11,7%, totalizando cerca de 412.850 unidades. Essa foi a primeira vez que a companhia excedeu a marca de 400 mil veículos nos primeiros três meses do ano.

“Em março atingimos um excelente número de vendas, finalizando o primeiro trimestre mais bem-sucedido da história da nossa companhia com o mês mais forte de vendas que já tivemos,” diz Luca de Meo, membro do conselho administrativo da Audi AG, responsável por vendas e marketing. “Com novos modelos, como o A3 Sedan, a internacionalização do nosso negócio está ganhando força. No primeiro trimestre atingimos crescimento substancial em todas as regiões do mundo e crescemos acima da média do mercado europeu.”

AUDI-AG-trimestre-recordista---Audi_A5_Cabriolet

 

Em março, os conversíveis da marca tiveram um papel importante: o A5 Cabriolet (+8,3%) e o TT Roadster (+22,6%) atingiram um crescimento significativo. Adicionalmente, o novo A3 Cabriolet chegou nas primeiras concessionárias do mercado europeu. O A3 Sportback g-tron também celebrou sua estreia em março, abrindo caminho para a mobilidade neutra de CO= com o Audi e-gas. Para toda a família A3, os números de vendas subiram 52,5% para cerca de 28.750 carros no mês de março. O Q7 (+39%) e o A8 (+49%) atingiram o maior crescimento entre os modelos full-size da marca.

AUDI-AG-trimestre-recordista---TT-Roadster

Na Europa, a Audi concluiu março com um aumento de 7,2% em todos os modelos para cerca de 89 mil carros vendidos. Em adição ao crescimento de vendas registrado na Alemanha (+10,2% para 27.226 carros), os dois maiores mercados europeus, em particular, impulsionaram ainda mais as vendas: 28.068 unidades foram entregues no Reino Unido, um aumento de 12,7% em relação ao mesmo período de 2013; os 5.425 carros vendidos na França representaram um crescimento de 5,1%. Sendo a marca Premium líder na região, as vendas da Audi na Europa totalizaram cerca de 200.350 carros no trimestre, 6,8% a mais do que no ano anterior.

Entre os maiores mercados da Ásia, a Coreia do Sul também liderou o crescimento dinâmico da Audi em março, onde as vendas aumentaram 82% para 2.457 carros. A Audi viu as vendas crescerem nesses mercados em 54,5% para 6.815 unidades desde o início do ano. Na China, uma forte demanda pelos modelos full-size alimentaram as vendas: o A6, A7, Q7 e A8 atingiram um crescimento combinado de 38,3%. Entre todos os modelos, o total de entregas na região chegou a 47.636 carros, um aumento de 36,6% no ano-a-ano. As vendas acumuladas de 124.520 nos três primeiros meses representam um aumento de 21,1%.

AUDI-AG-trimestre-recordista-com-mais-de-400

Nos Estados Unidos, a Audi aumentou as vendas para 14.246 unidades, um crescimento de 7,5% comparado a março de 2013. Em particular, mais consumidores optaram pelo full-size SUV Q7 (+45,8%) do que no ano passado. A Audi of America entregou 35.228 carros no primeiro trimestre, o que representou um aumento de 3%. O A3 Sedan, lançado em março, foi uma importante adição ao portfólio americano da Audi. O modelo já entrou com sucesso no mercado do Brasil, onde a Audi atingiu um crescimento de três números (+137% para 891 carros).

Fonte: Audi Brasil

Vendas da Audi do Brasil atingem recorde histórico em janeiro

quarta-feira, 12 de março de 2014

Untitled-1

A Audi do Brasil conquistou, em janeiro de 2014, o recorde histórico de vendas de carros importados. Com 1.109 carros entregues a clientes e crescimento de 86,38% em relação a dezembro de 2013 (varejo Dez/2013: 595 unidades), a companhia comemora a superação da meta definida para o período.

Com o lançamento do A3 Sedan, o primeiro Sedan compacto premium do mundo, a Audi entrou no segmento de mercado automotivo que mais cresce e ampliou seu portfólio no Brasil, garantindo a conquista de novos clientes. Com forte plano de crescimento no país, a marca está investindo na expansão da rede de concessionárias e R$ 500 milhões em uma produção no Brasil.

Em 2014, a Audi ainda lançará novos produtos e continuará com a expansão da rede de concessionárias, duplicando as atuais 29 para 60 lojas em até três anos. Além disso, a partir de 2015, a marca passa a produzir no Brasil o modelo A3 Sedan e o utilitário Q3, o que deve alavancar ainda mais os números de vendas.

Fonte: Sala de imprensa Audi

Adaptive Cruise Control, o sistema de piloto automático da Audi

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Adaptive Cruise Control, o sistema de piloto automático da Audi

Nos modelos Audi, destaca-se o sistema Adaptive Cruise Control, um piloto automático com modernos componentes eletrônicos que proporciona maior segurança e conforto ao motorista.

Ligado ao sistema de radar que monitora a velocidade e posição do veículo que trafega à frente, o ACC pode ser acionado entre 30 e 200 km/h. Baseado em parâmetros estabelecidos pelo motorista, como velocidade de cruzeiro e distância desejada entre o veículo conduzido e o que está à frente, o ACC atua nos principais sistemas de controles dinâmicos como freios e força motriz, mantendo a distância programada ao desacelerar ou frear o veículo e posteriormente retomar a velocidade pré-estabelecida.

Audi é pioneira no uso de led em automóveis

terça-feira, 27 de abril de 2010

Audi é pioneira no uso de led em automóveis

De acordo com estatísticas dos órgãos de trânsito, 50% dos acidentes em cruzamento durante o dia ocorrem porque os motoristas não enxergam o outro carro a tempo de desviar. Especialistas recomendam que a solução para este problema é ligar as lanternas durante o dia ou usar faróis adicionais diurnos.

Nos modelos Audi, os faróis diurnos têm fontes de luz led, um sistema que facilita aos demais motoristas enxergarem um veículo rapidamente, independente das condições diurnas de iluminação, mesmo sob neblina, chuva ou vento.

A Audi foi pioneira no uso de led, desde 2004, com o lançamento do A8, para garantir maior eficiência, economia e durabilidade ao sistema de iluminação, mesmo sob uso intensivo.

Led em inglês significa “light-emiting diode” ou “diodo emissor de luz”, um sistema que garante até o dobro da luminosidade em relação às lâmpadas convencionais, porque o facho de luz é naturalmente voltado para frente. Com isso, o índice de perda varia entre 10% e 20%, enquanto que as demais têm iluminação dispersa, desperdiçando de 40% a 60% do facho.

Outra vantagem do led é a economia, consumindo até 40% menos energia para a mesma luminosidade, em comparação com as lâmpadas de filamento. Com isso os carros podem usar baterias menores e reduzir o consumo de gasolina, aumentando também a vida útil do sistema de iluminação.

A importância da lubrificação

terça-feira, 23 de março de 2010

A importância da lubrificação

O sistema de lubrificação do motor Audi garante que todas as peças móveis – especialmente pistões, virabrequins, eixo do comando de válvulas, bielas e tuchos – funcionem sem que as superfícies de contato entre eles e demais componentes realizem muito atrito entre si, diminuindo, com isso, os desgastes e o superaquecimento.

O óleo que circula no motor fica depositado no cárter, onde se mantém mais resfriado em relação ao que circula pelo motor. Do cárter, o óleo é sugado pela bomba através de um duto coletor que tem em sua extremidade uma peneira de sucção. Esta peneira tem a função de reter as partículas maiores de metal e outros possíveis fragmentos que possam danificar a bomba, além de realizar uma filtragem preliminar.

A bomba, por pressão força o lubrificante através do filtro de óleo, que tem por função reter as partículas menores que estejam em suspensão no óleo e que poderiam interferir em sua viscosidade, bem como aumentar o atrito e até mesmo a abrasividade no contato das partes móveis.

O lubrificante que sai do filtro segue por diversas passagens (pequenos canais perfurados ou criados na fundição do bloco), atingindo todos os componentes que precisam de lubrificação. O primeiro fluxo chega à chamada galeria principal de óleo, disposta longitudinalmente ao bloco, com o objetivo de atingir toda a sua extensão. Desta galeria derivam outros canais ou orifícios (conforme o motor) que atingem primeiramente o virabrequim, atuando sobre os mancais principais.

Pressão do óleo muito alta

Indica que o filtro de óleo pode estar demasiadamente sujo ou entupido, que a válvula de alívio pode ter problemas ou alguma galeria entupida. Apesar ser menos grave, providencie reparo urgente, pois se este for um sinal de entupimento de galerias, os riscos aumentam.

Pressão do óleo muito baixa

Indica que pode haver vazamento de óleo, problemas com a bomba ou insuficiência de óleo. Qualquer que seja a razão, pare o carro imediatamente e chame a assistência da Audi Breitkopf. Prosseguir rodando nestas condições pode acarretar em danos de diversas partes do motor, por lubrificação inadequada ou inexistente.

E lembre-se: ao utilizar peças originais colocadas em nossa concessionária você tem 24 meses de garantia nas peças trocadas. Procure nossos concessionários para executar as manutenções periódicas.

Audi de A a Z: sideguard

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Audi de A a Z: sideguard

O sistema é um complemento valioso para os airbags laterais. Em conjunto com cintos de segurança de três pontas usados corretamente, o sideguard amortece o impacto entre a cabeça do passageiro e as partes do interior do veículo ou de objetos vindos de fora.

Audi de A a Z: tração quattro®

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Audi de A a Z: tração quattro®

A Audi oferece em parte de sua linha de veículos, a tecnologia quattro®, que significa tração permanente nas quatro rodas, distribuindo a força motriz entre a frente e a traseira do veículo. Com isso, cria uma sensação de que o carro está sempre “grudado” ao chão, favorecendo a esportividade e a segurança.

A tração quattro® é o mais eficiente sistema de tração disponível em todo o mundo. Com a utilização de um diferencial central sensível a torque, é possível transferir energia do eixo dianteiro para o traseiro e vice-versa. O que torna o Audi o carro com maior aderência em qualquer tipo de piso.

A divisão de força padrão é 40% para dianteira e 60% para traseira, com variação de 15%:85% até 65%:35%.

Benefícios:

Dirigibilidade mais neutra, resposta de direção mais ágil, maior estabilidade direcional e movimento de carga minimizado.

Maior esportividade, com maior segurança.

Audi Space Frame ou ASF. O que é?

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

O conceito Audi Space Frame confirma que os avanços na tecnologia e durabilidade do automóvel não implicam em um aumento do seu peso. E trazem muitas vantagens e benefícios aos projetos futuros.

O Audi Space Frame – ou ASF – foi a tecnologia pioneira em alumínio que deu a partida nas construções automotivas mais leves no inicio dos anos 90. A Audi foi a primeira a utilizar alumínio na produção em série de chassis. O segredo da resistência da tecnologia ASF está no chassi de alumínio e magnésio.

Perfis ocos e fundidos entre si são utilizados como elementos de suporte de peso. O projeto impressiona com sua elevada força e rigidez. Além disso ele é dois terços mais leve do que uma estrutura convencional de aço. O resultado é maior desempenho, mais agilidade e melhor dirigibilidade, além de maior segurança contra colisões.

Devido ao menor peso e à  possibilidade de reciclagem do alumínio, os custos energéticos da sua construção são recuperados depois de percorridos 60 mil quilômetros. O ASF está presente no Audi TT Coupé, no TT Roadster, no A8 e no R8.