Plantão de vendas em Guaramirim

28 de fevereiro de 2017
O evento ocorreu no Posto Guaramirim

O evento ocorreu no Posto Guaramirim

A Breitkopf Consórcios promoveu mais uma oportunidade de relacionamento com a comunidade realizando um Plantão de Vendas na cidade de Guaramirim. A equipe de vendas atendeu diversas pessoas nos dias 9 e 10 de fevereiro para sanar as dúvidas sobre os planos e realizando negócios. O evento ocorreu no posto de combustíveis Guaramirim.

 

Consórcio: compra colaborativa

28 de fevereiro de 2017

O objetivo da modalidade é garantir que todos os participantes de um determinado grupo possam adquirir o bem ou serviço desejado, nas mesmas condições

União, ligação e reunião de interesses em que os participantes de um mesmo grupo colaboram entre si para que todos realizem seus sonhos. Essa é a tradução da palavra consórcio.  Mas quando se fala nesta modalidade, muitas pessoas têm dúvidas sobre como utilizar e o que acontece se a pessoa já foi contemplada, adquiriu o bem ou serviço desejado e o valor do crédito do consórcio mudou.

E agora, o que vai acontecer? É justo pagar por um crédito maior do que aquele que você recebeu? Essa é uma dúvida bastante recorrente entre os consorciados. Para começar a falar de consórcio é importante entender a finalidade: “propiciar a seus integrantes, de forma isonômica, a aquisição de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento” (artigo 2º da Lei 11.795/08). Ou seja, o objetivo do consórcio é garantir que todos os participantes de um determinado grupo possam adquirir o bem ou serviço desejado, nas mesmas condições.

Entendendo o consórcio

Suponhamos que você esteja em um grupo de 60 meses para a compra de um veículo no valor de R$ 37 mil. No 18º mês do grupo, o automóvel sofre um aumento e passa a custar R$ 40 mil. Você ainda não foi contemplado e agora precisa de R$ 40 mil e não apenas de R$ 37 mil para comprar o bem. Graças à regra de atualização do crédito do consórcio, ao ser contemplado, você receberá o valor necessário para realizar seu objetivo: R$ 40 mil.

Quem pagará por isso? Como o consórcio é um autofinanciamento – ou seja, os bens e serviços são adquiridos com recursos dos próprios integrantes do grupo, que contribuem mensalmente formando uma poupança comum -, essa diferença será paga por todos, mesmo por aqueles que já foram contemplados, por meio do aumento proporcional da parcela.

Dessa forma, se no 36º mês o veículo sofrer nova alteração e passar a custar R$ 43 mil, mesmo que você já tenha sido contemplado, sua parcela será reajustada de forma a viabilizar a compra do veículo no valor de R$ 43 mil por aqueles que ainda não foram.

Justo, não é? Afinal, quando você foi contemplado, pode adquirir o bem que tanto desejava. Agora outros participantes também precisam adquirir o seu.

Importante

Vale destacar que quando o crédito do consórcio é reajustado para mais, o consorciado já contemplado não receberá a diferença, assim como se reajustado para menos, ele não terá que fazer a devolução. Isso acontece porque o consórcio tem como foco o consorciado contemplado do mês, de forma a garantir os recursos para que ele adquira o bem ou serviço desejado. E as parcelas são calculadas considerando-se uma porcentagem do crédito vigente na data da contemplação, motivo pelo qual o consorciado não precisa pagar a diferença das prestações anteriores.

 

Fonte: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/ja-fui-contemplado-e-o-credito-consorcio-mudou-o-que-acontece

Fique atendo ao adquirir um carro usado

28 de fevereiro de 2017

Adquirir um carro usado envolve alguns cuidados

O mercado de carros usados continua aquecido no país, inclusive por meio do consórcio. Pretende adquirir um carro usado? Para evitar dores de cabeça é ideal ficar atendo a uma série de itens. A compra de carros usados envolve alguns cuidados, principalmente quando o consumidor é leigo no assunto. Para te ajudar a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC) solicitou ao Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos do Espírito Santo (Sindirepa-ES) orientações sobre o assunto.

1) Pesquise preços 

A possibilidade de adquirir modelos mais completos a preços mais em conta é um dos atrativos do mercado de carros usados. Nesse sentido, o motorista pode ter como referência a tabela FIPE – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicos, que mostra os preços médios de veículos no mercado nacional e serve como parâmetro para negociações ou avaliações.

2) Faça um test–drive 

Essa dica é fundamental, tanto no mercado de carros novos quanto no de carros usados. Embora não seja possível detectar problemas mais graves para que a compra seja 100% segura, é assim que você ao menos avalia se vai se sentir confortável no modelo escolhido. Além disso, aproveite para verificar eventuais ruídos ou estalos e fique atento se o veículo está puxando a direção para um dos lados, o que pode representar problemas de suspensão, por exemplo.

3) Estado de conservação 

À primeira vista, a parte externa do veículo requer uma avaliação minuciosa por parte do comprador. Avalie os desgastes dos pneus, além do estepe, tendo em mente que esse é um item de custo elevado havendo necessidade, portanto também pode gerar descontos na negociação. Verifique se existem cicatrizes, diferenças nos tons da lataria, borrachas soltas, marcas de barro e também trincas nos vidros do automóvel.

4) Documentação 

Checar a documentação do veículo é procedimento que contribui para a avaliação de custos – se o pagamento de licenciamento e IPVA estiver atrasado, procure negociar desconto – mas também ajuda a conferir a procedência dos veículos. No site do DETRAN de seu Estado, você pode verificar se a placa é verdadeira e a existência de multas pendentes.

5) Leve a um bom mecânico 

Uma dica importante é levar o veículo a um mecânico de confiança. Tenha em mente que está adquirindo um carro usado, então é possível que ele enxergue alguns defeitos e avarias que passaram batido por você.

6) Dica da ABAC: autofinancie seu carro usado com consórcio 

É possível adquirir carro usado por meio do consórcio. A modalidade conta com uma gama de planos que te possibilitam escolher a carta de crédito ideal para o carro desejado e em um prazo que atenda à sua capacidade financeira. As regras para aquisição de veículos usados variam entre as administradoras, por isso leia atentamente o contrato para conhecer as condições.

 

(Fonte: blog.abac.org.br/dicas-da-abac)

Sua vida financeira é saudável?

28 de fevereiro de 2017
Aprender a economizar, cortar gastos, poupar e acumular dinheiro não é o suficiente.

Aprender a economizar, cortar gastos, poupar e acumular dinheiro não é o suficiente.

A qualidade de vida e segurança material, necessária para aproveitar os prazeres da vida e obter uma garantia para eventuais imprevistos são preocupações mais comuns dos brasileiros e para alcançar estes objetivos é necessário ter saúde financeira. Aprender a economizar, cortar gastos, poupar e acumular dinheiro não é o suficiente. A Educação Financeira é a grande aliada para obter sucesso e realizar seus sonhos.

O consultor e educador financeiro Álvaro Modernell, afirma que quando a saúde financeira está comprometida, gera preocupações, estresse, tira o sono e acaba prejudicando as tradicionais saúdes fisiológica e psicológica. Por outro lado, pessoas que conseguem estar com as contas em dia e eliminar ou reduzir bastante suas preocupações financeiras, alcançam um nível de tranquilidade maior, inclusive no sentido de gerar novas receitas, serem criativas e se manterem desejadas no mercado de trabalho.

Quando os primeiros sinais de uma saúde financeira comprometida aparecem, ou seja, de um orçamento desequilibrado, o ideal é tomar medidas firmes de redução de despesas. Segundo Álvaro, em alguns casos é indicado até se desfazer de bens, se a situação estiver crítica. “Se o carro está quitado, pode-se cogitar sua venda para gerar uma receita que possibilite pagar as contas que possuem ônus elevado por juros e multas, e talvez comprar outro carro, por meio de consórcio ou financiamento. Isso tem que ser bastante calculado porque os custos assumidos precisam ser menores do que os das contas que estão atrasadas”, orienta.

Para organizar o orçamento, diminuindo despesas ou aumentando receitas, vale usar a criatividade. Fazer horas extras ou buscar rendas complementares são algumas alternativas. Mas o melhor método para controlar suas finanças ainda é a postura de decidir gastar menos. A primeira coisa é eliminar o pagamento de juros e multas, quando for possível, diminuir os almoços ou jantares em restaurantes, não comprar roupas, sapatos, bolsas, maquiagem sem precisar ou utilizar o carro mais do que o necessário, principalmente havendo alternativas de transporte público. Procure projetar pequenas economias em uma escala anual, assim será possível perceber o valor economizado.

 O mais importante não é buscar fórmulas mirabolantes. Quanto mais simples e persistente você for, maior a chance de alcançar bons resultados. (Fonte:  http://blog.abac.org.br/educacao-finaceira/voce-cuida-da-sua-saude-financeira#blog)

6 dicas para fazer um consórcio

28 de fevereiro de 2017
Seus sonhos podem se tornar realidade .

Seus sonhos podem se tornar realidade .

Sonha em comprar uma linda casa, em ter o casamento dos sonhos ou um curso no exterior? Seus sonhos podem se tornar realidade sem você precisar fazer empréstimos com juros altos. Basta contratar um consórcio. Isso mesmo! É possível planejar seu futuro ao adquirir uma carta de crédito. Mas para isso, observe 6  Dicas básicas para fazer um consórcio.  

1 – Analise se você pode esperar a contemplação 

O consórcio é ideal para quem se programa para o que deseja em médio e longo prazo. Assim, você precisa analisar a sua necessidade e identificar se há a possibilidade de aguardar a contemplação por sorteio ou lance. Lembre-se: no consórcio, todos os participantes concorrem em igualdade, não é possível saber quando você será contemplado.

2 – Só compre de administradora autorizada pelo Banco Central 

Só podem administrar grupo de consórcios empresas autorizadas pelo Banco Central do Brasil, que é a autoridade que regulamenta e fiscaliza o Sistema de Consórcios. Consulte as administradoras autorizadas no site http://www4.bcb.gov.br/fis/cosif/rest/buscar-instituicoes.asp

3 – Encontre o melhor plano 

Prazo, taxa de administração, valor do crédito, cobrança ou não de fundo de reserva e de seguros, dentre vários outros pontos, variam entre as empresas que oferecem o consórcio. Pesquise para encontrar a melhor opção.

4 – Leia atentamente o contrato 

A ABAC sempre orienta o consumidor a ler com bastante atenção as cláusulas do contrato, pois é nele que constam todos os direitos e deveres do consorciado e da administradora. Com a leitura do contrato, você fica ciente de todas as regras do seu consórcio.  Se estiver com dúvidas entre em contato com a ABAC pelo e-mail falecom@abac.org.br.

5 – Informe-se quanto às garantias 

A administradora precisa seguir alguns procedimentos para garantir a segurança do grupo. A apresentação de garantias é uma delas. Para utilizar o crédito ao ser contemplado, o consorciado precisa comprovar para a administradora que pode arcar com os compromissos do consórcio até o final do grupo. Assim, a contemplação dos demais participantes, que depende da contribuição de todos, ficará assegurado. De acordo com a legislação, a administradora pode solicitar ao consorciado até mesmo garantias complementares, se julgar necessário. Consulte sua administradora para mais informações.

6 – Entenda por que a parcela pode variar 

O crédito no consórcio é corrigido conforme o critério estabelecido no contrato, sendo o mais comum algum índice de inflação (como IPCA e IGPM) ou o preço sugerido pelo bem, como no caso de veículos. Isso acontece para que, independentemente da data em que for contemplado, você possa adquirir o bem ou serviços desejados. Vale destacar que o valor do seu crédito também pode variar para menos. Se o índice for negativo ou o preço sugerido cair, o valor do seu crédito e da sua parcela também cai. Graças à correção do crédito, seu poder de compra estará garantido.

O consórcio oferece inúmeras vantagens para quem planeja e sabe o que quer. Procure uma das lojas da Breitkopf e faça o seu consórcio! (Fonte: http://blog.abac.org.br/dicas-da-abac/6-dicas-basicas-para-quem-quer-fazer-um-consorcio#blog)

Saiba o que é tendência em decoração em 2017

20 de janeiro de 2017

Para você que está se preparando para realizar o sonho da casa própria ou vai reformar seu imóvel, separamos algumas idéias que serão tendência em decoração no ano de 2017. São materiais criativos, cores elegantes e itens de decoração incríveis. Confira a lista:

 

  1. Verde-escuro

Se o assunto for cor, o verde-escuro é a aposta certa para o próximo ano. Que tal uma poltrona, um sofá ou um buffet neste tom? As peças combinam bem com o estilo retrô ou escandinavo.

Projeto do designer Marcelo Rosenbaum e do arquiteto Flavio Miranda (Foto: Victor Affaro/Editora Globo)

Projeto do designer Marcelo Rosenbaum e do arquiteto Flavio Miranda (Foto: Victor Affaro/Editora Globo)

 

  1. Tijolinhos

Os fãs desse revestimento podem ficar felizes. Em 2017, ele será uma tendência na decoração. Ele é um ótimo aliado em espaços industriais e ainda traz a sensação de aconchego ao ambiente. Além disso, eles também deixam o lar com uma cara rústica.

Projeto da arquiteta Flavia Petrossi (Foto: Luis Gomes)

Projeto da arquiteta Flavia Petrossi (Foto: Luis Gomes)

 

  1. Cortiça

Já imaginou uma parede de cortiça? É uma ideia criativa e com design interessante. Além disso, é personalizável porque você pode prender mensagens e fotos. Que tal trazer uma dessas para o escritório? E mais: esse material é aconchegante e mantém os ambientes aquecidos.

Revestir uma parede do escritório com cortiça é uma opção econô (Foto: Pinterest/Reprodução)

Revestir uma parede do escritório com cortiça é uma opção econô (Foto: Pinterest/Reprodução)

 

  1. Camas luxuosas

Chegou a hora de trocar a sua cama. A aposta para 2017 são os móveis com cabeceiras de veludo. Muitos hotéis de luxo e casas de celebridades já possuem o item. Então, é só questão de tempo até você se render a uma dessas.

Turquesa, o veludo da Donatelli forra a cabeceira da cama, com capitonê. Manta, colcha e almofadas da Trousseau. Baú da L’Oeil, com vaso e luminária vintage, da Loja Teo (Foto: Edu Castello/Editora Globo)

Turquesa, o veludo da Donatelli forra a cabeceira da cama, com capitonê. Manta, colcha e almofadas da Trousseau. Baú da L’Oeil, com vaso e luminária vintage, da Loja Teo (Foto: Edu Castello/Editora Globo)

 

  1. Mesas de mármore

O mármore é um material nobre que torna o ambiente elegante. Se você quer deixar sua sala mais estilosa, invista neste único item. Além disso, é possível escolher entre diversos tons.

Nobre e atemporal, o mármore deixa qualquer ambiente elegante (Foto: Pinterest/Reprodução)

Nobre e atemporal, o mármore deixa qualquer ambiente elegante (Foto: Pinterest/Reprodução)

 

  1. Cadeiras com pele artificial

Móveis revestidos com pele artificial vão continuar em destaque em 2017, principalmente as cadeiras. Elegantes, com design incomum, as peles trazem um charme a qualquer ambiente. Que tal escolher uma dessas para o seu home office?

Repare na pele artificial que reveste a cadeira da blogueira britânica Niki Brantmark, do My Scandinavian Home (Foto: My Scandinavian Home/Divulgação)

Repare na pele artificial que reveste a cadeira da blogueira britânica Niki Brantmark, do My Scandinavian Home (Foto: My Scandinavian Home/Divulgação)

 

  1. Banco com estilo industrial

O estilo industrial promete continuar em destaque. Que tal aproveitar a onda e substituir as cadeiras de sua cozinha por bancos de bar? São peças descontraídas e as visitas vão adorar!

Projeto do arquiteto Mauricio Arruda (Foto: Lufe Gomes/Casa e Jardim)

Projeto do arquiteto Mauricio Arruda (Foto: Lufe Gomes/Casa e Jardim)

 

Fonte: Revista Casa e Jardim

Diferentes formas de utilizar o consórcio de imóveis

20 de janeiro de 2017
O consórcio de imóveis oferece diferentes possibilidades de utilização

O consórcio de imóveis oferece diferentes possibilidades de utilização

Além de utilizar o consórcio de imóveis para adquirir uma casa nova, você sabia que também é possível utilizar para reformas? O Consórcio de Imóveis vem crescendo com o passar do tempo e tem se destacado cada vez mais como a opção mais buscada pelo consumidor. Somente entre os meses de janeiro a outubro de 2016 foram comercializadas 175 mil cotas.

A modalidade do consórcio para imóveis já conta com 784 mil participantes, em planos que proporcionam uma flexibilidade enorme como a utilização do FGTS como lance, quitação de seu saldo devedor, diminuição de prazos, complementação da carta de crédito e também diminuição de parcelas.

Segundo dados de pesquisa da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC) os brasileiros continuam em grande parte utilizando o crédito para aquisição de novos imóveis chegando a 71,1%, já os que querem construir e reformar arrematam 10,9%, os que compraram novos terrenos são 10,8% – quase empatados com os de construção –, 3,5% fizeram a aquisição de imóveis comerciais e cerca de 0,3% utilizaram seu crédito para comprar imóveis ainda na planta. Além dessas inúmeras possibilidades, há consorciados que utilizam do crédito também para quitar financiamentos que já foram iniciados, fazendo assim com que tenham descontos na hora da quitação.  

Percebeu quantas possibilidades o Consórcio de Imóveis traz para você? Entre em contato com a equipe da Breitkopf Consórcios e tenha mais informações.

Fonte: Jornal do Consórcio

Dicas sobre consórcio para compra de automóveis

20 de janeiro de 2017

Conheça seis passos que vão elevar o seu poder de compra e te auxiliar na aquisição do carro dos seus sonhos por meio do consórcio e seus benefícios.

Um dos aspectos que favorecem o consórcio é a não incidência de taxa de juros nas parcelas

Um dos aspectos que favorecem o consórcio é a não incidência de taxa de juros nas parcelas

Muitos brasileiros têm buscado o consórcio para a aquisição de automóveis. Um dos motivos para esse fato é a menor concessão de crédito. Atualmente ele se tornou uma das modalidades de financiamento mais procuradas para aqueles que almejam comprar, porém não de imediato. A modalidade ocupa a sexta posição no ranking dos produtos financeiros mais procurados na Internet.

Um dos aspectos que favorecem o consórcio é a não incidência de taxa de juros nas parcelas, o que contribui para diminuir o valor final do veículo e torna o modelo mais atrativo para o consumidor em um cenário econômico desafiador. Em seis passos, confira como adquirir um veículo por meio de consórcio.

Planejamento

Desenvolva um planejamento tendo em mente que se está adquirindo uma carta de crédito, e não somente um veículo. Com isso é importante incluir o valor das parcelas em seu orçamento juntamente das taxas de administração e o fundo de reserva, que possibilita a reposição de uma eventual falta de recursos para crédito.

Maior poder de negociação

Potencialize o seu poder de negociação. É importante saber que a carta de crédito é o mesmo que um pagamento a vista e que 10% dela pode ser utilizado no pagamento de custos do próprio negócio. O que vira desconto no preço do veículo pode ser utilizado para cobrir despesas como o seguro e a documentação, por exemplo. Sabendo disso, suas chances de entrar em um consenso com os vendedores sobre o preço do veículo serão maiores.

Acelere a contemplação

Para aqueles que desejam efetuar a compra do veículo com mais rapidez e já possuem uma reserva de dinheiro, é possível ofertar lances e agilizar o processo de contemplação.

Acompanhe as variações de preço do carro

Não se esqueça que as parcelas do consórcio também acompanham o preço de novos veículos. Assim, o seu poder de compra será assegurado, mesmo que o processo de contemplação não ocorra instantaneamente após adquirir o consórcio.

Para todos os bolsos

Um dos benefícios e diferenciais oferecidos pelo consórcio é a diversidade de planos que auxiliam na escolha dos melhores valores de parcela. O consórcio se adequa ao seu orçamento e lhe dá uma previsão de qual o momento mais favorável para o pagamento das parcelas.

Atenção ao contrato

Se atenha às regras de funcionamento do consórcio. É importante o conhecimento das regras do mesmo. Por isso, leia o contrato com atenção e quantas vezes necessário. Simule as condições de operação e tenha acesso a canais que sanem dúvidas sobre o produto ou sobre a instituição escolhida para a aquisição do consórcio. Estar bem informado facilitará a compra do veículo e evitará frustrações futuras.

 

Fonte: Brasil Econômico

Plantão de Vendas em Itajaí

13 de dezembro de 2016

Em mais uma oportunidade de relacionamento com a comunidade, a Breitkopf Consórcios realizou um Plantão de Vendas no dia 1º de dezembro. O evento ocorreu no supermercado Campos Novos, no bairro São Vicente, em Itajaí. Na data, a equipe que esteve no local atendeu diversos clientes que passaram pelo supermercado.

O evento ocorreu no supermercado Campos Novos

O evento ocorreu no supermercado Campos Novos

Utilização do consórcio para comprar sua moto

13 de dezembro de 2016

Aumento dos juros, restrição de crédito e inadimplência. Estes são alguns dos desafios enfrentados por quem adquire uma moto, principalmente quando as parcelas começam a sobrecarregar o orçamento. Nesse sentido, o consórcio pode ser uma solução eficaz para quem deseja adquirir uma moto, sem contar com a flexibilidade do crédito, que permite comprar motos novas ou seminovas, da marca ou modelo que mais necessitar. A modalidade de compra acaba sendo uma forma de economizar, formar poupança e realizar o seu sonho.

Segundo a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), o consórcio de motos vem alcançando resultados positivos em relação ao mercado. No primeiro semestre deste ano, foram contemplados 347.625 consorciados (o que corresponde a R$ 4,25 bilhões disponibilizados para a compra dos veículos), enquanto o total de motos emplacadas no País foi de 469.581 unidades.

O consórcio acaba sendo uma forma de economizar, formar poupança e realizar o seu sonho

Frente à da diversidade de prazos para pagamento e parcelamento integral sem juros, o consórcio ainda pode ser a sua melhor alternativa para investir, uma vez que as parcelas mensais formam um fundo comum, destinado para a compra do bem com segurança e tranquilidade.

De acordo com a ABAC, o consórcio de motos é o segundo maior do sistema em participantes ativos: são 2,65 milhões de consorciados apenas neste segmento (junho/2016). No primeiro semestre, foram comercializadas 446.650 mil cotas, com valor médio de R$ 7,8 mil, o que corresponde a um total comercializado de R$ 3,5 bilhões.

Graças ao consórcio, são disponibilizados mais de R$ 500 milhões ao mercado a cada mês para que consumidores de todo o Brasil possam adquirir sua moto para trabalhar ou passear. É o consórcio aquecendo a economia do País.