Educação Financeira

28 de julho de 2016
Pauta-5

Iniciativa para promover a Estratégia Nacional de Educação Financeira

Um cidadão financeiramente consciente contribui para o bem-estar coletivo não apenas porque essa condição resulta em um sistema financeiro mais sólido e eficiente, mas também por ter mais habilidade de lidar com emergências e situações difíceis da vida.

Sob essa convicção, foi promovida em maio ultimo a III Semana Nacional da Educação Financeira, uma iniciativa para promover a Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF) - mobilização multissetorial em torno da promoção e do apoio de ações que ajudem a população a tomar decisões financeiras mais autônomas e adequadas.

A programação de mais de 500 eventos, em diversos municípios do País, incluiu a palestra on-line “Consórcio e a Educação Financeira”, promovida pela ABAC para demonstrar o alinhamento do Sistema de Consórcio, importante ferramenta de planejamento e realização, especialmente aos que desejam formar ou ampliar patrimônio.

(Fonte: ointcm.com.br/online/consorcio2016)

 

Consórcio Sempre Presente

28 de julho de 2016
Pauta 4

Consórcios de imóveis tornaram-se ainda mais acessíveis aos consumidores.

A história da modalidade no setor imobiliário tem mais de 25 anos. Ao longo desse período tem registrado aumento constante no número de participantes ativos. Com as alterações promovidas nas linhas de crédito concedidas para aquisição desse tipo de bem a partir de 2015, os consórcios de imóveis tornaram-se ainda mais acessíveis aos consumidores. Tais mudanças acabaram por provocar novas atitudes dos interessados para compra desse bem patrimonial, justificando o crescimento das adesões ao Sistema.

O aumento de quase 4% no número de participantes ativos, em março deste ano contra o mesmo mês do ano passado, ratificado pelo aumento de 7,5% nas contemplações acumuladas no primeiro trimestre de 2016 versus período semelhante de 2015, confirma que a partir do planejamento pessoal ou familiar, os consórcios podem ser o caminho para os que pretendam adquirir imóveis com parcelas e condições adequadas ao seu bolso. Há de se destacar, também, que aqueles consorciados que já estão contemplados podem realizar bons negócios nesse momento em que imobiliárias e incorporadoras buscam reduzir os estoques de imóveis, promovendo descontos convidativos aos interessados.

Considerada a essência da educação financeira, o consumidor, com atitude madura e de forma mais consciente, poderá realizar o sonho da aquisição da casa própria a partir da ampla flexibilidade e liberdade caracterizadas pela modalidade.

Fonte: www.abac.org.br

 

Consórcio Um lance de sorte e planejamento

28 de julho de 2016
Pauta-3

Foto: Rafael Arbex / ESTADAO

O sistema de consórcios está atraindo executivos com reservas monetárias para a aquisição de imóveis de alto padrão, em razão do custo financeiro melhor. Estes são os dados apresentados na reportagem do Jornal O Estado Se São Paulo, do dia 3 de julho, que cita um alto funcionário de uma multinacional de serviços, que lançou mão de consórcios para comprar um apartamento no valor de R$ 1,5 milhão.

Para adquirir o imóvel, como não há planos nesse valor, a solução foi comprar sete cotas. O executivo possuía uma reserva monetária e a utilizou, em 2015, para dar lances nas assembleias do consórcio. Nesses encontros mensais, são liberadas duas cartas de crédito para os participantes. Uma por meio de sorteio e a outro através de uma oferta em dinheiro, o lance. Assim, foi juntando as cartas de crédito. Em dezembro, conseguiu a última das sete e no início deste ano pôde ir ao mercado em busca do imóvel.

O Diretor executivo da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), o economista Miguel de Oliveira conta que “a grande vantagem do consórcio é o custo financeiro menor de toda a operação.”
No financiamento, os bancos cobram taxa de juros acrescida da Taxa Referencial (TR), índice utilizado para corrigir cadernetas de poupança, atualmente menor que o IGP-M. Na Caixa, a taxa efetiva para financiamento pode chegar a 12,5% ao ano. E os bancos não financiam o valor total do imóvel.

Ao contrário do financiamento comum, em que é preciso tomar dinheiro em banco e envolve o pagamento de juros e outras taxas, no consórcio de imóveis as pessoas se reúnem em um grupo de autofinanciamento e concorrem a sorteios em assembleias mensais. Todas se concedem crédito mutuamente todos os meses com o objetivo de propiciar a compra do imóvel. Todos serão contemplados até o final do grupo, recebendo esse crédito com o qual poderão comprar imóvel novo ou usado, na praia ou no campo, ou construir. O consórcio confere ao consumidor uma “ampla flexibilidade e liberdade”, na medida em que não há restrições ao tipo e local do imóvel a ser adquirido.

(Fonte: http://economia.estadao.com.br/blogs/radar-imobiliario/consorcio-atrai-com-custo-financeiro-menor)

 

Plantão de vendas

28 de julho de 2016

Pauta-2-(2)

Jaraguá do Sul recebe Plantão de vendas

Um plantão de vendas foi realizado em Jaraguá do Sul, em junho, no bairro Água Verde.  A ação atraiu várias pessoas interessadas em saber mais sobre os planos de consórcio e agendaram visitas para futuras negociações. “Nossa expectativa é que a partir das vantagens oferecidas, esses consumidores se sintam motivados a ser um consorciado Breitkopf”, disse o gerente de vendas Sidney Cardoso. O plantão ocorreu em frente ao Verdureiro do Alemão, na BR 280, em Jaraguá do Sul.

Trânsito seguro

28 de julho de 2016
Pauta-1---Segurança-no-Trânsito

Os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados e não motorizados, e também pelos pedestres

Para conviver em harmonia buscamos algumas dicas de segurança que são úteis para todos que desejam um trânsito mais seguro e agradável. A principal delas é baseada no parágrafo segundo do artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro. Respeitadas as normas de circulação e conduta estabelecidas neste artigo, em ordem decrescente, os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e juntos, pela proteção dos pedestres.

Use o seu espaço

Todos têm um lugar mais adequado para trafegar. Ciclistas, patinadores e skatistas devem circular ocupando a faixa da direita e na mão dos carros. Já, os motoristas e motociclistas devem manter deles uma distância de 1,5 metros ao ultrapassar (prevista em lei, pelo artigo 201 do Código de Trânsito Brasileiro – CTB). Pedestres devem atravessar na faixa preferencial, olhando antes para os dois sentidos, mesmo em ruas de mão única.

Crianças ao lado da guia

Menores podem se distrair facilmente e sair do caminho traçado. Se elas estiverem pedalando ao lado dos cones, um breve momento de distração pode fazer com que invadam a pista dos carros.

Evite riscos

Ciclistas, patinadores e skatistas devem evitar grandes avenidas: além do pouco espaço deixado pelos carros, as ruas menores são mais seguras e menos poluídas. Não circule pelo corredor entre os carros quando eles estiverem em movimento. A calçada é destinada para os pedestres, por isso evite circular por elas de patins, skate ou bicicleta para evitar acidentes. Pedestres devem evitar atravessar por entre os carros. Quem está nos automóveis deve tomar cuidado ao abrir as portas. Jamais ande acima dos limites, pois em menor velocidade é mais fácil evitar acidentes.

Cruzamentos

Não passe ou atravesse no sinal vermelho. E mesmo que a via seja preferencial ou o sinal esteja aberto para você, mantenha-se sempre atento, pois pode haver alguma emergência ou imprudência no trânsito.

Acessórios

Se você é ciclista, motociclista, patinador ou skatista, use capacete e luvas. Para skatistas e patinadores é recomendado, também, o uso de joelheiras. Já os motoristas, o uso do cinto de segurança é obrigatório e indispensável.

Veja e seja visto

Além de usar luzes, refletivos e faróis, sinalize suas intenções no trânsito, avisando o que pretende fazer, e fique atento ao que acontece, tentando antecipar as ações dos que estão ao seu redor.

Reduza a velocidade

A Ciclo Faixa é um espaço destinado ao lazer. Não pratique speed bike, não corra ou, ainda, apresse os outros.

Declive

Cuidado com a descida. Pode parecer muito mais fácil e gostoso soltar a bike na descida e sentir o vento batendo no rosto, mas também pode ser perigoso.

Crianças à frente

Além de resguardá-las, a ação evita que elas tentem acompanhar o ritmo da sua pedalada e assim pedalam com mais segurança e tranquilidade.

Saia da bike

Bicicleta é um veículo e, portanto, deve ocupar as vias. A calçada é de uso exclusivo de pedestres, exceto quando existe sinalização indicando a existência de calçada compartilhada.

Equipamentos de segurança

São obrigatórios campainha, espelho retrovisor e sinalização noturna dianteira, traseira, lateral e nos pedais, conforme o artigo 105 do CTB. O uso do capacete não é obrigatório, porém é essencial e é recomendada a utilização. Para as crianças, vale também usar joelheiras e cotoveleiras.

Conviva

Pessoas educadas e pacientes convivem melhor nas ruas.

Fonte: http://movimentoconviva.com.br/dicas-de-seguranca/

 

Plantão de vendas

29 de junho de 2016
itajai

Plantão na Stefano Feira e Shopping

Os moradores de Itajaí receberam uma ação de vendas na Rua Estefano José Vanoli, no bairro São Vicente, dia 9 de junho. O plantão foi realizado no Estefano Feira e Shopping e os interessados em conhecer os planos foram orientados sobre as diversas vantagens de ser um consorciado, como adquirir veículos novos ou usados e a liberdade de compra do veículo, tanto de revenda autorizada, garagista ou de pessoa física.

schroeder1

Plantão no Posto Salomon

A equipe do Consórcio Breitkopf de Jaraguá do Sul, realizou um plantão de vendas na Rua Marechal Castelo Branco, 840, no Posto Salomon na cidade de Schroeder, dia 10 de junho. Na ocasião, receberam várias pessoas buscando informações sobre o consórcio. “O plantão de vendas tem o objetivo de apresentar as vantagens e os planos do consórcio. Muitas pessoas que nos procuram em ocasiões assim conhecem a empresa, mas ainda não visitaram as nossas lojas. Com isso, fica evidente a importância do trabalho que prestamos para a comunidade com a apresentação dos nossos produtos”, diz o gerente de vendas do Consórcio Breitkopf, Sidney Cardoso.

Realizando sonhos

29 de junho de 2016
Jair

Mais um cliente satisfeito!

Mais um cliente do Consórcio Breitkopf conseguiu realizar o sonho do carro zero! Jair Rodrigues da Silva adquiriu o segundo automóvel por meio do plano de consórcio. O primeiro veículo foi um FOX, em 2008, e agora uma AMAROK. “Estou muito satisfeito com o Consórcio Breitkopf. Meu sonho se realizou mais uma vez! As parcelas do consórcio proporcionam tranquilidade e não comprometem o nosso orçamento. É uma ótima maneira de adquirir um bem”, afirma Jair.

Quer falar sobre sua experiência com o Consórcio Breitkopf ? Entre em contato com a gente e conte sua história aqui no Blog. O endereço de e-mail é consorcio@breitkopf.com.br

Rodízio de pneus

29 de junho de 2016
rodízio-de-pneus

A rotatividade é uma forma de equilibrar a vida útil dos pneus do carro, oferecendo maior segurança e economia

Você já ouviu falar do rodízio de pneus? O rodízio é uma forma de equilibrar a vida útil dos pneus do seu carro, oferecendo maior segurança e economia, além de evitar o desgaste antecipado. Confira os detalhes do procedimento e qual é a melhor maneira de realizá-lo.

Como funciona o rodízio de pneus

O rodízio trata-se da troca dos pneus do seu veículo entre si, e tem como principal objetivo preservar estes componentes aumentando o tempo de utilização.

Para tornar o entendimento mais fácil, veja, por exemplo, os veículos de passeio mais vendidos no Brasil. Com tração dianteira, os pneus do eixo frontal são bem mais exigidos e possuem desgaste maior do que os traseiros. Neste caso, ao realizar o rodízio, os pneus traseiros os substituem, pois são menos exigidos.

Vantagens de realizar o rodízio

O rodízio proporciona maior equilíbrio no gasto dos pneus, traz maior estabilidade na direção, aumenta a vida útil, além de ser mais econômico. Outra vantagem do rodízio é a verificação constante da regulagem, auxiliando em alinhamento e calibragem mais eficazes.

No entanto deve ser considerado que o rodízio é uma ação preventiva, para conservar o bom estado dos pneus e não uma ação corretiva. Em casos de desalinhamentos e desgastes irregulares, o rodízio não deve ser realizado. Nestas circunstâncias a solução é um novo jogo de rodas.

Recomendações das montadoras

Grande parte das montadoras fornecem especificações para que o rodízio seja realizado da forma correta e no momento certo. A operação normalmente deve ser realizada entre cada 5 mil a 10 mil km rodados.

Enquanto algumas montadoras especificam a troca entre os eixos, existem outras que determinam por questões de segurança o procedimento de troca de pneus da direita para a esquerda.

Por isso, antes de realizar o rodízio de pneus no veículo é importante consultar as recomendações dadas pela montadora. Caso não haja uma orientação específica, os mecânicos podem aplicar o rodízio, desde que a direção esteja alinhada perfeitamente, com a calibragem correta, pneus sem deformações e dentro da vida útil.

Fonte: https://www.jornaldoconsorcio.com.br/rodizio-de-pneus-maior-seguranca-1

Planejar a Casa Própria com Consórcio

31 de maio de 2016
casa

Pesquisa revela que enquanto a aquisição de imóvel urbano é superior a 50%, terrenos, reformas e construção somam mais de 30%

Ter a casa própria é o sonho de todo brasileiro. Fazer do imóvel o início ou a ampliação de patrimônio é outro objetivo pessoal e familiar. Instalar os negócios em sede própria é meta de muitas empresas. Se no passado recente, tais intenções tinham custos elevados e condições que desestimularam ou inviabilizaram esses objetivos, os consórcios de imóveis tornaram-se a alternativa para os que desejaram comprar imóveis de forma planejada, com prazos maiores, custos baixos, parcelamento integral, negociação de desconto e, principalmente, com poder de compra.

Recente levantamento, feito pela assessoria econômica da ABAC junto a administradoras que atuam no segmento imobiliário, identificou que a maioria dos consorciados contemplados optou por utilizar suas cartas de créditos em bens residenciais urbanos com 51,52%. Entre os demais 48,48% destaca-se parcela significativa de formadores de patrimônio que, ao decidirem por terrenos e imóveis em construção ou reformas, sinalizam seus objetivos futuros. “Observa-se, cada vez mais, que os interessados que cogitam adquirir imóveis têm pesquisado bastante para, depois, aderir ao mecanismo, considerando o comprometimento mensal, a médio e longo prazos, como verdadeira poupança com objetivo definido”, esclarece Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da ABAC Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios.

Fato que ilustra a mudança de comportamento é a redução do saldo das cadernetas de poupança, tradicional financiadora do mercado imobiliário, que, nos últimos anos só de 2014 a abril deste ano, contabilizou 5,4% de diminuição. O saldo líquido, que era de R$ 522,3 bilhões em janeiro daquele ano, caiu para R$ 494 bilhões (abr/2016).

CONSÓRCIO SEMPRE PRESENTE

A história da modalidade no setor imobiliário tem mais de 25 anos. Ao longo desse período tem registrado aumento constante no número de participantes ativos. Com as alterações promovidas nas linhas de crédito concedidas para aquisição desse tipo de bem a partir de 2015, os consórcios de imóveis tornaram-se ainda mais acessíveis aos consumidores. Tais mudanças acabaram por provocar novas atitudes dos interessados para compra desse bem patrimonial, justificando o crescimento das adesões ao Sistema.

O aumento de quase 4% no número de participantes ativos, em março deste ano contra o mesmo mês do ano passado, ratificado pelo aumento de 7,5% nas contemplações acumuladas no primeiro trimestre de 2016 versus período semelhante de 2015, confirma que a partir do planejamento pessoal ou familiar, os consórcios podem ser o caminho para os que pretendam adquirir imóveis com parcelas e condições adequadas ao seu bolso. Há de se destacar, também, que aqueles consorciados que já estão contemplados podem realizar bons negócios nesse momento em que imobiliárias e incorporadoras buscam reduzir os estoques de imóveis, promovendo descontos convidativos aos interessados.

Considerada a essência da educação financeira, o consumidor, com atitude madura e de forma mais consciente, poderá realizar o sonho da aquisição da casa própria a partir da ampla flexibilidade e liberdade caracterizadas pela modalidade.

OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA DE CONSÓRCIOS PODEM SER ENCONTRADAS NO SITE www.abac.org.br.

Fonte: Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC) 

 

Plantão de vendas

31 de maio de 2016
foto-2-aprov

Shopping de Brusque recebe Plantão de vendas

Brusque recebeu mais uma vez a equipe do plantão de vendas do Consórcio Breitkopf. A ação ocorreu no início de maio, no Master Shopping, no bairro Bateias.  Várias pessoas interessadas em saber mais sobre os planos agendaram visitas para futuras negociações. “Nossa expectativa é que a partir das vantagens oferecidas, esses consumidores se sintam motivados a ser um consorciado Breitkopf”, disse o gerente de vendas Sidney Cardoso.