Arquivo da Categoria ‘Geral’

Como se preparar para ter o 1º automóvel?

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

 

PAUTA2

 

A compra do 1º automóvel torna-se um momento marcante para toda a vida, é uma das maiores realizações entre os brasileiros. Por isso, antes de chegar à essa etapa com boas lembranças, alguns cuidados precisam ser levados em consideração. Quando não há o valor total para pagamento à vista, o consórcio de automóvel passa a ser uma alternativa programada para esse tipo de compra, independente da marca ou modelo, novo ou seminovo. Por isso, é importante considerar a sua capacidade de pagamento, mesmo que o sistema apresente parcelas acessíveis e facilidades. De forma disciplinada, as parcelas pagas durante um consórcio formam uma poupança, utilizada posteriormente para a contemplação de cada participante.
Os planos de pagamento são diversificados no consórcio. Portanto, o processo de escolha é bastante flexível. Entretanto, é preciso avaliar os custos, que vão além das parcelas de um consórcio, como seguro, IPVA e manutenção. Vale lembrar que a contemplação não tem data exata para ocorrer. Mas pode acontecer antes mesmo do término das parcelas.  No consórcio, você tem tempo e segurança para realizar a sua escolha. Portanto, não faça nada por impulso.

Consórcio ajuda a tirar a reforma do papel

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

pauta-1

 

Em 2017 a modalidade de consórcios para reforma de casas cresceu cerca de  12% , de acordo com dados da ABAC. A pesquisa também apontou um crescimento de 8,4% no número de cotas vendidas no primeiro trimestre de 2018, em comparação com o mesmo período do ano passado. Para quem quer tirar o projeto do papel o consórcio é uma ótima alternativa, pois apresenta vantagens que vão desde o valor atrativo das parcelas até a isenção de juros.  Algumas empresas cobram apenas uma taxa administrativa que já vem diluída no valor das prestações. Quando contemplado, o consumidor recebe o valor a vista e terá poder de barganhar e negociar o melhor preço ou desconto na hora de contratar o serviço e comprar os materiais.  Na hora de contratar é importante ter alguns cuidados como verificar a credibilidade da empresa que vai contratar o consórcio e também prever se o valor que você pagará de parcela não vai ultrapassar 30% da sua renda mensal, para não correr o risco de tornar-se inadimplente.

Procure a Breitkopf Consórcios mais perto de você e confira os planos!

Quando vale a pena reformar o imóvel por meio do consórcio

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

 

Pauta-4

 

A prática de adquirir um consórcio para reforma de imóveis está crescendo em todo o País. Dados da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC) apontaram um crescimento de 8,4% no número de cotas vendidas no primeiro trimestre de 2018, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Se o seu imóvel precisa de reforma, mas não é urgente e você não consegue se policiar para poupar uma quantia mensal que será usada lá na frente para isso, o consórcio é a opção ideal.

A pesquisa considerou apenas as cotas de consórcios da categoria serviços, na qual as reformas estão incluídas, o crescimento das vendas chegou a 78,9%. Alguns detalhes fazem a diferença na hora de decidir pela reforma como a dificuldade de mudar do imóvel ou a recusa da pessoa em se mudar. Para quem estiver interessado em comprar uma cota de consórcio para reforma procure a Breitkopf Consórcios mais perto de você e confira os planos!

Fonte Exame

Cheque especial, um dos créditos mais caros do País, tem novas regras

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Pauta-3

 

O cheque especial está entre as taxas de juros mais pesadas do sistema financeiro, com mais de 300% ao ano, de acordo com dados do Banco Central. Ainda assim, em muitos casos é uma das tentações do sistema financeiro para correntistas. Com a vigência das novas regras, os bancos estão oferecendo medidas de socorro para quem está endividado com o cheque especial, entre elas, o parcelamento do saldo devedor.

A ideia é permitir a transferência da dívida para linhas de crédito com juros menores e facilitar a quitação do débito. Pelas novas regras, os bancos se obrigam a alertar o correntista assim que ele entrar no cheque especial; oferecer opção de crédito mais barato para quem usar mais de 15% do limite por mais de 30 dias; se o cliente não concordar, o banco precisa fazer novas tentativas a cada 30 dias; o limite do cheque especial tem que ser informado de forma clara e separado no extrato bancário, para que o correntista não confunda com o dinheiro que realmente tem na conta corrente.

O Procon recomenda que o cheque especial seja, sempre, a última saída. O valor pago em juros por utilizar o cheque especial poderia ser investido em um consórcio, por exemplo. Se você souber resistir a este crédito que o banco lhe oferece, que é como se fosse um empréstimo pré-aprovado pra você usar a qualquer momento, poderá investir melhor seu dinheiro e fazer uma economia real.

 

Fonte ABAC

Consórcios ganham cada vez mais espaço

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Pauta-2

O Sistema de Consórcios, ao contrário de outros segmentos, tem só crescido nos últimos anos. Atualmente existem mais de 6 milhões de consorciados ativos no País, somente no setor de automotores novos e seminovos, de acordo com dados da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC).

Por segmento, o consórcio de veículos leves cresceu 4,6% nas vendas no primeiro trimestre de 2018, de motocicletas, avançou de 9,4%, de veículos pesados, 21,1% a mais que no mesmo período do ano passado.

No segmento imobiliário, são 850 mil, onde de janeiro a março foram contemplados 18,4 mil participantes, 9,5% a mais que no primeiro trimestre do ano passado. Os créditos disponibilizados para a compra de imóveis também cresceram 9,5%, atingindo R$ 1,84 bilhão.

O avanço é resultado do alto custo do financiamento causado pela alta taxa básica de juros. Os grupos de consórcios reúnem pessoas físicas ou jurídicas, promovidas exclusivamente por uma administradora devidamente credenciada pelo Banco Central para atuação neste segmento, com prazo de duração previamente estabelecido, tem a finalidade de propiciar a seus integrantes a aquisição de bens móveis e imóveis, por meio de autofinanciamento. Fonte: ABAC

Motivos para aderir ao consórcio

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

 

Pauta-1_2345

 

A Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC) divulgou uma pesquisa sobre os critérios de motivação para adesão ao sistema de consórcio. Garantia de entrega, valor da parcela e facilidade de retirar o bem foram os quesitos mais avaliados pelos consumidores na hora de aderir ao consórcio.

A pesquisa, realizada pela Quorum Brasil, feita com mil consorciados de todo o País, também  mostrou que a média de satisfação do consorciado é boa: 8,11, principalmente quando comparada a outros mercados.

Os critérios de satisfação foram divididos em três grupos de relevância, sendo que o principal critério registrado foi a garantia de entrega do bem, com 17,4% das citações. O segundo mais votado foi o valor da parcela, com 14,4%, revelando a atenção e a responsabilidade do consorciado quanto a um investimento compatível com seu orçamento mensal.

A taxa de administração ficou em penúltimo lugar com 5,7% dos votos, confirmando não ser esse um item decisivo para o consorciado para sua participação no Sistema de Consórcios. Confira todos os planos e vantagens que o consórcio oferece em  http://consorcio.breitkopf.com.br/

Fonte ABAC

Reforma de imóvel por meio do consórcio

terça-feira, 10 de julho de 2018

pauta4

 

A reforma de imóveis utilizando consórcio, segundo a ABAC, está crescendo no país, mas, a modalidade não é indicada a todo mundo. Um imóvel que precisa de reformas sem urgência pode esperar e o consórcio pode ser uma boa alternativa de programação para o futuro.

A cota de consórcio para reformas funciona da seguinte forma: primeiro você deve procurar grupos de consórcio de serviços, não há cobrança de juros sobre as parcelas, os consorciados pagam apenas uma taxa de administração do grupo, já inclusa nas parcelas e os sorteios que premiarão um ou mais participantes por assembleia são realizados mensalmente.

O importante é ter definido o valor que você vai gastar com a reforma para estimar o valor da carta de crédito que vai contratar que podem ser de valores pequenos e também grandes. A dica é acrescentar cerca de 30% sobre o valor que você estima gastar na reforma, considerando que com o passar do tempo os valores de podem subir.

Fonte: Exame

Moto nova ou seminova pelo consórcio

terça-feira, 10 de julho de 2018

 

PAUTA3

O consórcio funciona como uma poupança programada para médio ou longo prazo. Portanto, para quem não tem pressa de ser contemplado com a carta de crédito, pode acreditar e investir nesta modalidade como uma forma de planejar a compra de uma moto ou de qualquer outro bem que a administradora de consórcio permitir, como automóveis e até imóveis.

A vantagem do consórcio está além de uma compra programada, mas na flexibilidade da escolha do bem, dos planos e até das parcelas, uma vez que é possível simular inúmeras possibilidades conforme o objetivo de compra. Vale lembrar que esta versatilidade ainda inclui a compra de uma moto nova ou seminova, de alta cilindrada ou até uma mais popular para o dia a dia.

No consórcio, o parcelamento é integral, o poder de compra é à vista e há ainda, a possibilidade de obter o crédito por meio de sorteios, além de acelerar a contemplação quando necessário com a oferta de lance.

A Breitkopf Consórcios lançou este mês um grupo novo de cartas de créditos para motocicletas com prazo de até 72 meses. Faça uma simulação e conheça todas as facilidades disponíveis com a ajuda de um consultor de vendas através do nosso chat online.

Consórcio é opção de investimento para saques de contas inativas do FGTS

terça-feira, 10 de julho de 2018

 

PAUTA2

 

Os brasileiros agora podem retirar o dinheiro de suas contas inativas do FGTS e quitar antigas dívidas. Algumas dúvidas sobre o assunto ainda atrapalham na hora de aproveitar a ocasião para realizar investimentos com o montante recebido.

Uma boa opção é o consórcio, que oferece diversas oportunidades para aquisição de bens como imóveis comerciais e residenciais, veículos, motocicletas, entre outros.  A principal vantagem é a ausência da cobrança de juros, é apenas necessário arcar com taxas administrativas.

O valor recebido do FGTS pode ser aplicado na compra de bens, para quem ainda não tem um consórcio, através de um planejamento de longo prazo pagando as parcelas que sejam adequadas ao orçamento mensal. O crédito do consórcio também pode ser utilizado para construir, reformar ou investir, especialmente para quem deseja ter uma aposentadoria a partir de rendimentos obtidos de patrimônio imobiliário.

Para os que já são consorciados, o valor da conta inativa do FGTS também pode ajudar. Para o participante do consórcio automotivo que ainda não foi contemplado, uma alternativa é oferecer um lance maior e aumentar as chances de antecipar seu acesso ao crédito, além de reduzir o número de prestações, diminuir o valor pago mensalmente ou até quitar a cota.

No caso daqueles que já receberam a carta de crédito, há as opções de abater parcelas a vencer, antecipar a quitação ou mesmo reduzir o tempo da dívida. Já para quem possui consórcio imobiliário o ideal é não tirar o FGTS da conta, uma vez que as ações para este tipo de consórcio podem ser realizadas diretamente na conta do titular.

(Fonte: ABAC)

Venda de consórcio imobiliário aumentou 8% no primeiro trimestre do ano

sexta-feira, 8 de junho de 2018

 

Pauta-1

O crescimento da oferta de imóveis e a elevação da taxa de juros para o consumidor, mesmo com a queda da taxa Selic, são o contexto ideal para os consumidores que planejam a aquisição de um imóvel por consórcio. Segundo informações divulgadas pelo Conselho de Política Monetária (Copom), do Banco Central, a taxa de crédito pessoal subiu 2,7%, nos dois primeiros meses de 2018, em comparação com o mesmo período de 2017.

Além da taxa de juros, a grande oferta de novas residências também pode ser indicada como um fator que favorece a compra de imóveis por cotas de consórcio. De acordo com dados da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias(Abrainc), de janeiro de 2017 a janeiro de 2018, foram lançadas 22,2% unidades residenciais a mais que no mesmo período de 2016 a 2017.

Esse cenário alavancou a venda de cotas de consórcios de imóveis. Em todo o Brasil, houve crescimento de 6,9% no número de participantes ativos em consórcio imobiliário e aumento de 8% na comercialização de novas cotas, de acordo com a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio (ABAC).