Oito passos para comprar sua casa própria

8 de fevereiro de 2018

 

Pauta-1

 

Com o início do novo ano algumas pessoas começam a realizar um planejamento com os objetivos que pretendem alcançar neste período. A aquisição da casa própria é um sonho almejado por muitos, mas para quem vai iniciar este planejamento agora, o ideal é avaliar sua situação financeira e definir qual o valor poderá investir mensalmente.

A Breitkopf Consórcios preparou oito dicas legais para você se planejar e conquistar suas metas:

  1. Conversar com a família para definir o lugar, valor e condições financeiras;
  2. Levantar dados sobre o custo de vida da região onde está localizado o imóvel e gastos com deslocamento;
  3. Se o valor do aluguel que está pagando, for o mesmo valor da prestação de um
    financiamento, poderá ser uma opção financiar o imóvel;
  4. Poupar o que ganha é uma boa alternativa. Procure um especialista para fazer uma simulação de quanto custaria a prestação do imóvel e comece a guardar em um investimento conservador como a poupança.
  5. O financiamento de um imóvel é considerado dívida de valor, por isso deve ser
    a prioridade;
  6. Tenha sempre uma reserva estratégica, para que em uma eventualidade não deixe de honrar este importante compromisso;
  7. Caso não esteja conseguindo pagar a prestação da casa própria é preciso rever
    imediatamente os gastos, em especial as pequenas despesas.
  8. Não esqueça que um novo imóvel também demanda novos custos, como mobiliário novo, condomínio e taxas de transferência.

Fonte : http://abac.org.br/servicos/clipping/janeiro2018/15_01_18/diario_da_regiao.pdf

É possível renovar uma frota de carros pelo consórcio?

8 de fevereiro de 2018

 

pauta-2

 

Comprar de forma imediata pode não ser a melhor solução para trocar de carro e renovar a frota de veículos da sua empresa, isto porque, comprar de forma impulsiva pode sair mais caro e render poucos benefícios.  Dados demonstram que 7 milhões de consorciados ativos, registrados nos últimos sete meses do ano passado, optaram pelo consórcio para programar de forma disciplinada, a compra de um ou mais bens sem juros.

Sem onerar o orçamento, o consórcio apresenta planos maiores de pagamento e facilidades em comparação as outras modalidades de compra. Econômico, nesse sistema não há a incidência de juros e o parcelamento é realizado de forma integral, sem parcelas intermediárias.

Diante de uma escolha flexível, o consórcio torna-se atraente, visto muitas vezes como vantajoso porque é possível escolher o bem da marca, cor ou modelo desejado e ainda optar pelo plano de pagamento mais adequado para o seu bolso.

BREITKOPF RESPONDE: Quanto tempo demora para ser contemplado?

8 de fevereiro de 2018

 

Pauta-3

 

 

A contemplação no sistema de consórcio ocorre mediante sorteios mensais realizados durante as assembleias. Trata-se de um dos momentos mais aguardados pelos participantes. Durante os sorteios, todos os consorciados do grupo passam a ter a mesma chance e a probabilidade de serem contemplados. Portanto, não há como assegurar um prazo fixo.

Para não depender exclusivamente da sorte, é possível aumentar as suas chances com a oferta de um lance. Assim, é possível receber antecipadamente a sua carta de crédito, mesmo sem ter pago 100% das parcelas.

Para participar do sorteio do grupo e usufruir da carta de crédito após a contemplação, o consorciado deve estar em dia com as mensalidades. Afinal, esse sistema de compra programada é indicado para quem tem disciplina e precisa de uma “ajudinha” a mais para poupar dinheiro durante a aquisição de um bem.

 

Vida sustentável

8 de fevereiro de 2018

 

pauta-4

 

Morar em um prédio não priva você do contato com a natureza, mesmo em plena a região urbana. Apesar do espaço pequeno, com algumas técnicas, há possibilidade de montar seu próprio jardim no apartamento e usufruir da natureza mais próxima a você.

A primeira dica é escolher as plantas que se adaptem ao ambiente. Dê preferência a espécies que precisem de pouca luminosidade e ventilação.  Antúrio, violeta, espada de São Jorge, bromélia, mini cactos, rosa pedra e outras com folhagens de pequeno porte são as mais recomendadas. Considere também o espaço, orçamento e tempo que você dispõe para cuidar desse cantinho verde.

Pequenos vasos em prateleiras ou até mesmo nos espaços das janelas são ideais para organizar as plantas. Aproveite para cultivar uma pequena horta composta por ervas como hortelã, manjericão e cebolinha. Como o espaço de um apartamento é reduzido, as paredes são uma ótima opção para pendurar os vasos ou fixar painéis que podem deixar o ambiente muito charmoso.

Se você tem uma varanda ou uma pequena sacada, montar o jardim fica bem mais fácil. Além das condições climáticas, o espaço é ótimo para drenar a água, a única regra é não exagerar na quantidade de objetos para não atrapalhar a circulação. Com isso, você pode criar um ambiente muito aconchegante para seus momentos de descanso ficarem repletos de bem-estar. Verifique o local disponível e comece a planejar o seu espaço verde já!

Negociar à vista está entre as vantagens do consórcio

15 de janeiro de 2018

 

Pauta-1

A modalidade é considerada uma compra parcelada, na qual os participantes pagam valores mensais para a formação de uma poupança coletiva, usada para as contemplações por sorteio ou lance

 

Ter um carro zero quilômetro ou adquirir a casa própria estão entre os sonhos de milhares de brasileiros. Mas como pagá-los à vista em tempos de juros elevados e restrição de crédito? Optar pelo sistema de consórcios pode ser uma ótima alternativa.
O consórcio é considerado uma modalidade de compra parcelada, na qual os participantes, reunidos em grupo, pagam valores mensais para a formação de uma poupança coletiva, usada posteriormente para as contemplações por sorteio ou lance. Mesmo parcelado e sem a incidência de juros, o consórcio proporciona poder de compra à vista. Essa vantagem representa que, ao ser contemplado, o consorciado recebe o valor do crédito que contratou e passa a contar com o poder de barganha, além da possibilidade de conseguir ótimos descontos durante uma negociação.
No consórcio, para que você tenha o poder de compra do bem desejado, o valor da carta de crédito é atualizado. Isso é necessário uma vez que os grupos de consórcio podem durar algum tempo e o valor do bem pode variar para mais ou para menos no momento da contemplação. Dessa forma, as administradoras realizam os cálculos e atualizam o valor da carta de crédito de cada consorciado do grupo, reajustando o valor das parcelas.
Faça uma simulação com o bem desejado na Breitkopf Consórcios e confira todas as vantagens.
Fonte: InfoMoney/ABAC

BREITKOPF responde: Por que sua parcela aumenta?

15 de janeiro de 2018

 

Por que a sua parcela de consórcio aumenta?

Por que a sua parcela de consórcio aumenta?

 

Responda rápido: hoje, você consegue comprar a mesma quantidade de produtos que comprava no mercado no ano passado com uma nota de 50 reais?

Fácil essa, né? Com certeza, pelo menos um dos itens precisa ficar de fora do carrinho porque o poder de compra diminuiu nesse tempo. Culpa da inflação e das mudanças econômicas, que parecem fazer o salário encolher cada vez mais.

O exemplo parece óbvio, mas ajuda muito a entender porque as parcelas do consórcio aumentam. É que, assim como o pãozinho, o arroz e o feijão lá do mercado, os carros também sobem de preço. Esse aumento é determinado pela montadora por vários motivos, como lançamento de novos modelos, o fim da redução no IPI, a inflação e por aí vai.
Mas no consórcio, ao contrário do que acontece no mercado, nada pode ficar de fora do carrinho. Todos os participantes precisam contribuir para que o caixa do grupo possibilite a compra do bem.

 

Ou seja, a sua carta de crédito precisa garantir que, ao ser contemplado, você tenha recursos suficientes para comprar o bem contratado em seu plano, que pode ser um Gol 1.0, por exemplo. Esse poder de compra deve ser mantido por todos os participantes do grupo (contemplados ou não), para que os participantes contemplados possam ver o Gol na garagem.
Por isso, quando o fabricante determina o aumento do valor do automóvel, esse aumento é cobrado de todos os participantes, para manter o poder de compra do grupo e garantir o carro para quando a contemplação acontecer.
É importante lembrar que a alteração no valor do bem é determinada pelo fabricante e vale para todo o sistema de consórcios.
Ficou mais fácil de entender? Se você ainda tiver dúvidas sobre a alteração no valor das parcelas, fale conosco. Nossos Canais de Atendimento estão à disposição para te ajudar, confira no link: http://consorcio.breitkopf.com.br/

 

Fonte: Breitkopf Consórcios

Dicas Breitkopf

15 de janeiro de 2018

 

Como reduzir gastos com seu veículo

Como reduzir gastos com seu veículo

 

Se você já tem um carro ou pensa em comprar um, deve estar cansado de ouvir a frase “carro é como um filho”, não é mesmo? Pois é, feliz ou infelizmente essa é a mais pura verdade e é preciso estar ciente de que, mesmo com todos os benefícios e praticidades que um carro pode trazer, ele também é uma caixinha de gastos. Combustível, manutenção e documentação são alguns custos que formam o pacote de despesas que você precisa estar preparado para arcar. Entretanto, não se desespere. Sempre há um jeito de gastar menos e nós vamos te mostrar alguns macetes para você economizar com o seu veículo.

 Faça revisões periódicas no seu carro

Mesmo que essas manutenções custem um pouco, é melhor ter esses gastos programados do que ser pego de surpresa com algum defeito futuro no carro. Muitas vezes, não trocar o óleo ou deixar de realizar algum outro procedimento necessário, pode fazer com que o seu carro gaste mais combustível.

 Maneire no uso do ar-condicionado na cidade

Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não é em qualquer situação que o ar-condicionado pode ser o vilão do alto consumo. Ao contrário disso, o seu uso não é indicado se o carro for andar na cidade, com velocidade baixa e brecando constantemente. Nessas situações, o ideal é andar com as janelas abertas. Agora, se você for pegar a estrada, a opção mais econômica é ligar o ar. Isso porque se o carro estiver a mais de 80 km/h, a velocidade dos ventos pode interferir em sua aerodinâmica, contribuindo para aumentar o consumo.

 Não se esqueça de calibrar os pneus

A boa conservação dos pneus pode influenciar muito no gasto de combustível. Quando eles estão descalibrados fazem com que o motor precise de mais força para funcionar. Por isso, veja as especificações de pressão correta descritas no manual e adeque a calibragem de acordo ao uso do carro na estrada ou na cidade.

 Leve no carro somente o que for necessário

Não precisa fazer dele uma extensão do seu armário ou da sua casa. Essa prática polui o ambiente visual do veículo, prejudica a segurança dos seus objetos (no caso de assalto ou situações parecidas) e, principalmente, aumenta o esforço do motor, potencializando o gasto de combustível.

 O seu jeito de dirigir influencia no desempenho do carro

Você também pode ser o causador de maior gasto no combustível do seu carro. Se ele for conduzido de maneira inadequada, você pode desgastar peças do veículo sem necessidade e fazer o motor se esforçar demais. Um exemplo é frear de maneira brusca, sem reduzir a velocidade gradativamente por meio das marchas.

 

Fonte: Breitkopf Consórcios

Amigo Secreto integra as equipes nas unidade do Grupo Breitkopf

15 de janeiro de 2018

 

Pauta-2

Breitkopf reuniu os colaboradores para uma confraternização de fim de ano

Como forma de agradecer a colaboração de todos os funcionários, pelos serviços prestados, o Grupo Breitkopf  promoveu uma confraternização de fim de ano, realizada no mês de dezembro, com direito a amigo secreto e homenagem aos jubilados. O amigo secreto do Grupo Breitkopf seguiu um estilo mais colaborativo em 2017. Ao invés de revelar individualmente cada pessoa, a brincadeira foi entre filiais. Cada unidade teve uma filial como amigo secreto, para a qual gravou um vídeo com mensagem de boas festas. As filiais também trocaram presentes entre si, sendo que o critério de escolha dessa prenda era que pudesse ser utilizada coletivamente pelos colaboradores da unidade presenteada, contribuindo para seu bem-estar. A brincadeira teve mensagens bem emocionadas e foi uma forma de integrar os colaboradores de todas as unidades, que mesmo estando em diferentes regiões do Estado, puderam desejar boas festas aos colegas.

O encerramento de ano também foi marcado pelas homenagens do Grupo Breitkopf aos colaboradores que completaram mais um ciclo de 5 anos de carreira na empresa, conquistando uma nova estrela e renovando o seu brilho. O reconhecimento por tempo de serviço é uma forma de valorizar as pessoas que elegem a Breitkopf como parceira de seus sonhos, abraçando conosco a missão de “ultrapassar as expectativas dos clientes” e o compromisso de prestar sempre o melhor atendimento. Confira quem foram os homenageados, a quem parabenizamos e agradecemos pela dedicação.

Com 10 anos de casa:

Antonio Linhares

Rosa Maria Martins

Fábio João Neukirchen

15 anos:

José Antônio Pierozan Valler

Marli Berkenbrock

 

Fonte: Breitkopf

Oito apps FREE para ajudar você a controlar as finanças

14 de dezembro de 2017

 

Essa matéria é para você, consumidor que leva o nome ao pé da letra e esquece que, além de consumir, você precisa pagar contas para manter a saúde do seu bolso. Economizar faz parte do plano, mas controlar os gastos é fundamental para continuar a consumir e aproveitar a vida sem comprometer o orçamento. O planejamento financeiro é imprescindível e, para acontecer, precisa de limites estabelecidos por você (afinal, se seu cartão quase não tem limite, você precisa ter). Depois de planejar, é preciso controlar os gastos e fugir das tentações das compras.

Em tempos de smartphones, a tecnologia está aí para ajudar você a não gastar além do salário, com aplicativos (Apps) que registram todas as suas despesas para avisar quando é preciso colocar o cartão no congelador (literalmente ou não, você escolhe). Dá até para vincular o aplicativo ao seu internet banking para facilitar o controle.

 

Veja abaixo a seleção de aplicativos de finanças para assessorar você a administrar seu orçamento:

Minhas Economias

Você não precisa de consultores financeiros para gerir sua fortuna (se não for fortuna, aí mesmo que você vai precisar controlar). Pelo Minhas Economias, é possível cadastrar suas contas bancárias para acompanhar as transações pelo celular. O app também disponibiliza o cadastro, a alteração e a categorização de despesas e receitas, inclui lembretes de contas a vencer, administra as contas parceladas por meio da programação de repetições de pagamento e até cadastra notas. E não se preocupe com celulares furtados. O sistema só é acessado por meio de uma senha de quatro dígitos e todas as informações podem ser sincronizadas. É só fazer o login de outro aparelho, que tudo vai estar lá intocado.

 

Guia Bolso

Já imaginou a facilidade de um aplicativo que acessa sua conta do internet banking e já apresenta seus gastos divididos em categorias? Essa maravilha existe: o GuiaBolso faz isso automaticamente e, melhor, sem cobrar nada por isso. Antes de ter medo de colocar sua senha do banco ali, é importante saber que essa senha é usada apenas para ter acesso aos valores. Geralmente, para realizar transações no internet banking, é necessário uma senha diferente e essa o app não solicita.

 

Moni

Simples e sem muitas opções, esse app mostra seu saldo final de acordo com seus ganhos e gastos, e alerta quando sua conta estiver entrando no vermelho. Mas não fique esperando esse sinal, segura essa carteira aí! O aplicativo tem como pontos negativos a indisponibilidade de gráficos e a não categorização dos gastos. Fica mais difícil lembrar onde foi gasto o dinheiro.

 

Toshl Finanças

Antes de tudo, é preciso definir uma meta de economia e um período para se atingi-la. Baseado nisso, esse aplicativo vai ajudar a segurar a onda mostrando o quanto é possível gastar até a data determinada sem que isso ultrapasse a meta. É gratuito na versão básica, mas você precisa pagar uma taxa anual de até U$19,99, dependendo da função que quiser utilizar. Mas, se a intenção é controlar os gastos, as funções gratuitas já cumprem o objetivo e você ainda evita essa despesa.

 

Finance

Além de categorizar os gastos e apresentá-los em gráficos, é possível cadastrar compras parceladas para aqueles que consideram parcelar a melhor solução. Entretanto, é você quem deve registrar o fim do pagamento, já que o sistema não disponibiliza a contagem das parcelas. Você pode usar o app no celular ou integrado ao seu desktop, fazer cálculos em outras moedas e ainda tirar e armazenar fotos dos recibos ou cupons fiscais. Existe uma versão “pro” que é mais completa, porém paga.

 

Zeropaper

Aplicativo que pode ser usado também em desktop e, em breve, no Windows Phone. Ele categoriza os gastos e ganhos, e permite que o usuário tire foto dos seus comprovantes e recibos. Outro diferencial é que o app ainda guarda seus dados em segurança, como acesso por senha. É mais voltado ao pequeno empreendedor ou microempresário, portanto, se esse é o seu caso, você não fica desamparado e consegue acompanhar o desempenho da sua empresa de perto.

 

Mobills 

O app traz uma ferramenta importante aos esquecidos: ele avisa você sobre suas contas pendentes. E mais, assegura que os mais consumistas ou descontrolados se atentem que chegaram ao gasto de 80% do seu orçamento mensal. A princípio, o Mobills é gratuito, mas oferece serviços pagos que vão de R$5,00 a R$72,00.

 

Minhas Finanças

Com esse app, o usuário consegue categorizar seus gastos (como a maior parte dos aplicativos faz), porém esses gastos podem ser organizados em um calendário. Isso facilita a visualização e ainda permite que o aplicativo avise quais contas estão próximas do vencimento. Além disso, é possível cadastrar as despesas parceladas (detalhe que o app divide o valor certinho). É gratuito, mas se houver a intenção de novas funções, o app cobra valores de R$2,99 a R$14,99.

 

Vendas por consórcio somam mais de R$ 73 Bilhões no ano

14 de dezembro de 2017

 

Pauta-2

As vendas de bens e serviços por meio de consórcios foram recorde em setembro, com o escoamento de 230 mil cotas. O resultado ficou 9% acima do registrado no mesmo mês do ano passado e bem superior à média mensal (194,4 mil) deste ano. No acumulado até setembro, foram negociados 1,75 milhão de unidades, 9,4% mais do que no mesmo período do ano passado. Na mesma base de comparação, o volume de crédito comercializados cresceu 29,3%, atingindo R$ 73,57 bilhões. Os dados são da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac). O balanço da entidade indica que todos os segmentos bateram recorde: veículos leves (108 mil cotas), motocicletas (78 mil), veículos pesados (6,25 mil), imóveis (31,5 mil), serviços (3,75 mil) e eletroeletrônicos (2,5 mil).

De janeiro a setembro, o setor de serviços foi o que mais avançou, com alta de 93,5%, seguido pelos eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis, com 44,7%, imóveis, com 27,3%, veículos pesados, com 15,4% e veículos leves, com 14,7%. O setor de motocicletas, apesar de ter batido recorde em setembro, ainda está 3,9% abaixo do acumulado nos nove primeiros meses de 2016.

Com base no desempenho de setembro, o presidente da Abac, Paulo Roberto Rossi, prevê que o sistema de consórcio fechará o ano em alta e seguirá crescendo em 2018. Em nota, ele afirmou que o setor constatou, em pesquisa, grande interesse dos consumidores de buscar a modalidade como opção de investimento pessoal, familiar ou empresarial. Para Rossi, isso mostra um comportamento consciente do consumidor quanto ao conhecimento e à adoção dos conceitos da educação financeira, ao praticá-los na gestão de suas finanças.

Apesar desse salto, o número de consorciados contemplados diminuiu 5,6% de janeiro a setembro, somando 912,6 mil ante 967 mil no mesmo período do ano passado. Em valores, foi registrada estabilidade, ficando em R$ 29 bilhões. O número de participantes ativos alcançou 6,87 milhões em setembro, 1,9% abaixo do mesmo mês no ano passado (7 milhões). –

Fonte:  Jornal do Comércio (http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/11/economia/597336-vendas-por-consorcio-batem-recorde-em-setembro-e-somam-mais-de-r-73-bilhoes-no-ano.html)