Posts com a Tag ‘cotas’

Vendas por consórcio somam mais de R$ 73 Bilhões no ano

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

 

Pauta-2

As vendas de bens e serviços por meio de consórcios foram recorde em setembro, com o escoamento de 230 mil cotas. O resultado ficou 9% acima do registrado no mesmo mês do ano passado e bem superior à média mensal (194,4 mil) deste ano. No acumulado até setembro, foram negociados 1,75 milhão de unidades, 9,4% mais do que no mesmo período do ano passado. Na mesma base de comparação, o volume de crédito comercializados cresceu 29,3%, atingindo R$ 73,57 bilhões. Os dados são da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac). O balanço da entidade indica que todos os segmentos bateram recorde: veículos leves (108 mil cotas), motocicletas (78 mil), veículos pesados (6,25 mil), imóveis (31,5 mil), serviços (3,75 mil) e eletroeletrônicos (2,5 mil).

De janeiro a setembro, o setor de serviços foi o que mais avançou, com alta de 93,5%, seguido pelos eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis, com 44,7%, imóveis, com 27,3%, veículos pesados, com 15,4% e veículos leves, com 14,7%. O setor de motocicletas, apesar de ter batido recorde em setembro, ainda está 3,9% abaixo do acumulado nos nove primeiros meses de 2016.

Com base no desempenho de setembro, o presidente da Abac, Paulo Roberto Rossi, prevê que o sistema de consórcio fechará o ano em alta e seguirá crescendo em 2018. Em nota, ele afirmou que o setor constatou, em pesquisa, grande interesse dos consumidores de buscar a modalidade como opção de investimento pessoal, familiar ou empresarial. Para Rossi, isso mostra um comportamento consciente do consumidor quanto ao conhecimento e à adoção dos conceitos da educação financeira, ao praticá-los na gestão de suas finanças.

Apesar desse salto, o número de consorciados contemplados diminuiu 5,6% de janeiro a setembro, somando 912,6 mil ante 967 mil no mesmo período do ano passado. Em valores, foi registrada estabilidade, ficando em R$ 29 bilhões. O número de participantes ativos alcançou 6,87 milhões em setembro, 1,9% abaixo do mesmo mês no ano passado (7 milhões). –

Fonte:  Jornal do Comércio (http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/11/economia/597336-vendas-por-consorcio-batem-recorde-em-setembro-e-somam-mais-de-r-73-bilhoes-no-ano.html)

QUANDO COMPENSA FAZER UM CONSORCIO?

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

pauta-1

 

O consórcio pode ser a oportunidade que você precisa para realizar os seus objetivos, além de ser uma excelente saída para quem está encontrando dificuldade ou burocracia em um financiamento de casa, carro, moto, ou ainda, para quem está em busca de mais planejamento, economia e flexibilidade ao comprar um bem.

Para quem não tem pressa, fazer um consórcio compensa em função das facilidades e da ausência de juros. Ao funcionar como uma poupança programada, o consorciado pode se preparar financeiramente antes de ter o bem em mãos. Sem imediatismo, o consumo é mais consciente e não sobrecarrega o orçamento.

Se a intenção é trocar de carro por exemplo, ao programar a compra de um outro com a ajuda do consórcio, você pode continuar rodando com o seu veículo, sem se descapitalizar, uma vez que as parcelas são acessíveis. Após a contemplação, com a carta de crédito em mãos, será possível escolher um modelo zero quilômetro, da marca, cor ou versão mais desejados, conforme o plano escolhido.
Faça uma simulação de consórcio online diante do bem desejado. Escolha a opção de crédito ou parcela e o valor desejado. Além de rápido e fácil, é possível encontrar alternativas que se encaixam no seu orçamento. Confira agora mesmo em http://consorcio.breitkopf.com.br/simule-aqui/

Lance: a chance de antecipar a contemplação no Consórcio

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

 

Pauta-1

 

Para quem faz parte de um grupo de Consórcio, dia de Assembleia é momento de cruzar os dedos e pegar o amuleto da sorte, já que é quando ocorrem as contemplações por sorteio e também por lance. No caso do sorteio, todos os consorciados com as obrigações em dia possuem as mesmas chances, enquanto no lance, os consorciados que se programaram para ter uma reserva financeira saem na frente e têm mais chances de antecipar a contemplação. O lance é um adiantamento de parcelas proposto pelo consorciado. Para ofertar, é preciso que ele esteja com as obrigações em dia e faça a oferta pessoalmente na Assembleia Geral Ordinária ou por atendimento telefônico ou internet, no prazo de até 2 horas antes do dia da realização da Assembleia. O consorciado pode conferir a data da Assembleia no boleto mensal e no site. Caso o lance seja ofertado após esse prazo, ele valerá apenas para a próxima Assembleia.


Lance é garantia de contemplação?

Não. Após você dar um lance, o seu e todos os demais ofertados dentro do seu grupo serão analisados. Ganha quem oferecer o maior percentual sobre o valor da categoria (que é o valor atual do bem, mais Taxa de Administração, Fundo de Reserva e seguro de vida, se contratado) vigente na data da respectiva assembleia. Em caso de empate entre os lances, o desempate é realizado colocando no globo todas as bolinhas correspondentes ao número da cota com lance ofertado e a primeira bolinha será a cota vencedora. Além da disputa do maior lance, é importante destacar que a contemplação só acontece se o lance, quando somado ao caixa disponível no grupo, for de valor suficiente para a atribuição do crédito, na data da Assembleia Geral Ordinária de Contemplação.


Como saberei se o meu lance foi contemplado?

A Breitkopf Consórcios comunica o consorciado que foi contemplado por meio de e-mail e telefonema. Porém, é de responsabilidade do cliente que ofertou o lance se informar da contemplação.

 

Você pode acompanhar o resultado já no primeiro útil depois da Assembleia, de várias formas:

1) Em nosso site, na Área do Cliente, usando sua senha de acesso

2) Pelo atendimento telefônico, no contato com nossa Central de Atendimento

3) Na loja em que você comprou a cota.

 

Ofertou um lance, mas não foi dessa vez? Não desanime tão rápido! Quem faz uma oferta e não é contemplado deve continuar acompanhando os resultados por até 7 dias úteis, pois podem haver mudanças.

Saiba por que o consórcio é um dos investimentos mais seguros

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

 

 

Cada vez mais pessoas encontram no consórcio uma alternativa prática e segura de investir, mesmo em tempos de economia incerta. A Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios (Abac) revela que no primeiro quadrimestre de 2017 a adesão ao sistema cresceu 19,2%, totalizando 75, 7 mil novos contratos e movimentando R$ 9,9 bilhões. Várias são as razões que levam os investidores a optarem pelo consórcio:

 

Sem juros:  diferentemente de um financiamento, o consumidor paga apenas uma taxa de administração, que é significativamente menor do que os juros.

 

Poupança forçada: para quem não tem o hábito de poupar dinheiro e comprar à vista, o consórcio é uma forma de planejar uma aquisição, pois terá o compromisso mensal do pagamento das parcelas.

 

Regras transparentes: ao escolher uma administradora séria e profissional, o cliente tem a certeza de contar com regras claras e transparentes, pois a atividade é regida pela lei nº 11.795 de 2009. A modalidade é regulamentada pelo Banco Central do Brasil.

 

Seu dinheiro sempre tem valor: o crédito no consórcio é corrigido conforme critério estabelecido no contrato, seja pelo INCC (Índice Nacional de Custo da Construção), no caso de imóveis, pela tabela do fabricante ou IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), no caso de veículos ou serviços. Com isso, fica assegurado o poder de compra das cotas não contempladas.

 

Flexibilidade no pagamento: o cliente pode antecipar parcelas ou antecipar a aquisição do bem por meio de lances. Além disso, é possível conciliar o valor das mensalidades de acordo com sua realidade financeira, adequando o prazo ideal para aquisição do bem.

 

Por esses motivos, muitas pessoas estão encontrando no consórcio a solução ideal para adquirir ou reformar um imóvel, comprar ou trocar de carro e até para realizar outros planos.

Venda de novas cotas permanece em alta

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

O sistema de consórcio no segmento de automóveis e comerciais leves mantém desempenho positivo em total de participantes ativos e também no número de adesões a essa modalidade de compra. Balanço da Abac, Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio, relativo aos primeiros nove meses do ano, indica que no período foram comercializadas 721,3 mil novas cotas, com alta de 1,7% em relação às 709,5 mil vendidas de janeiro a setembro de 2015.

A demanda crescente por novas cotas confirma o interesse do consumidor em planejar melhor suas compras

Para o presidente da Abac, Paulo Roberto Rossi, a demanda crescente por novas cotas confirma o interesse do consumidor em planejar melhor suas compras: “Devido às suas características básicas, como parcela acessível ao orçamento, custos finais menores e prazos longos, a modalidade vem permitindo que cada participante economize, poupe com objetivo definido e forme ou amplie seu patrimônio”.

Também cresce o número de participantes ativos no segmento. São 3,29 milhões no acumulado até setembro, 5,4% a mais do que os 3,12 milhões dos primeiros nove meses do ano passado.

O número de contemplações, segundo a Abac, também está caminhando para a estabilidade. De janeiro a setembro foram contemplados no segmento de automóveis e comerciais leves quase 387 mil consorciados, ante os 389 mil dos primeiros nove meses de 2015.

Como nem todo o dinheiro que fica à disposição do consorciado é utilizado — segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) são 250 mil consorciados contemplados que aparentemente estão adiando a compra.

Fonte: Fenabrave

 

Falta de crédito estimula consórcio de imóveis no Brasil

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Nota 02 - consorcio imovel - Cópia

Venda de novas cotas registrou alta de 40% no primeiro semestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2014

O setor de consórcio imobiliário, na contramão de outros segmentos, parece alheio aos efeitos da crise econômica. A venda de novas cotas aumentou 40% no primeiro semestre de 2015 na comparação com o mesmo período do ano passado.

Junto com as novas cartas, cresceu também o volume de crédito comercializado, que somou R$ 12,7 bilhões nos primeiros seis meses deste ano, alta de 42,6% em relação ao mesmo período de 2014. Os dados são da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac).

Os resultados superaram as expectativas do setor e, na opinião de alguns especialistas, foram influenciados pelas dificuldades na contratação do financiamento imobiliário junto aos bancos, decorrente da mudança nas regras e da maior rigidez para a liberação do crédito.

Os especialistas lembram que os clientes contemplados têm a vantagem de poder comprar o imóvel à vista. Neste momento, isso significa um bom poder de barganha na hora da negociação.

O investidor planejado, que visa a construção de um patrimônio a longo prazo, ainda representa boa parte da fatia dos clientes do consórcio imobiliário.

Fonte: Gazeta do Povo

Breikopf Consórcios, de Brusque, apresenta as vantagens desta modalidade no Feirão da Casa Própria

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Tradicional na comercialização de cotas de automóveis e motocicletas, aos poucos o Consórcio Breitkopf estás se tornando líder também em cotas para casa própria. Nos dias 11,12 e 13 de julho uma equipe qualificada realizou o Feirão da Casa Própria, em Brusque. Na oportunidade, muitas pessoas buscaram informações sobre como funciona e de que maneira poderiam adquirir o produto.

 

Os feirões realizados pela Breitkopf Consórcios têm se mostrado uma ótima oportunidade para apresentar as condições do consórcio e demonstrar aos clientes que é a melhor modalidade para quem não quer pagar juros em financiamentos. Muitos contatos ficaram agendados durante o encontro.

Saiba como utilizar seu FGTS para adquirir uma cota de consórcio

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

fgts

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS é um fundo composto por depósitos bancários em dinheiro realizado pelo empregador em favor do trabalhador, visando formar uma poupança que poderá ser resgatada nas hipóteses previstas em lei. Esses depósitos rendem juros e correção monetária, sendo que, ao final do período de um ano, a soma de todos os depósitos equivalerá a um salário bruto mensal.

Para quem está interessado em adquirir uma cota de consórcio de imóveis, essa é uma ótima solução. Após três anos de trabalho sob regime FTGS, esse valor já pode ser utilizado em consórcios. Confira as possibilidades que você tem para utilizar esse recurso:

– Até 100% do saldo do FGTS pode ser utilizado para ofertar lances. Para tanto, o consorciado deve apresentar o extrato da conta do Fundo de Garantia à administradora na qual adquiriu a cota.

– O FGTS também pode ser utilizado para complementar o valor da carta de crédito (ordem de faturamento emitida pela administradora para que o consorciado possa adquirir um imóvel de sua livre escolha). Quando o imóvel tem valor maior que o consórcio, o FGTS serve para complementar a compra.

– Além de utilizar o saldo do seu Fundo de Garantia, o consorciado tem ainda a opção de utilizar o FGTS do cônjuge ou companheiro, desde que este esteja no contrato como coadquirente.

Ficou interessado? Para mais informações, acesse o site www.breitkopf.com.br ou entre em contato com o Consórcio Breitkopf, através do telefone (47) 3231-2070 ou pelo e-mail ouvidoriaconsorcio@breitkopf.com.br.

Fonte: Cartilha FGT+ Consórcio = Casa Própria

Vendas de Consórcios superam a marca de 2 milhões de cotas

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

crescimento

O Consórcio brasileiro encerrou 2011 com uma grata surpresa: o sistema caiu no gosto da população e atingiu a marca de 2 milhões de cotas vendidas, registrando uma alta de 20,7% nos dez primeiros meses de 2011. Junto com esse crescimento vieram os novos consorciados, que hoje somam cerca de 4,6 milhões.
Até o final de 2011 o volume de negócios superou R$ 62 bilhões, mais de 20% acima do registrado no mesmo período de 2010, quando atingiu R$ 51,2 bilhões. Para 2012 o sistema espera um crescimento entre 7% e 9%.
O setor de automóveis foi o maior responsável pelo crescimento, representando 84,8% dos novos participantes. Em segundo lugar destaca-se o setor de imóveis, com 612,3 mil novos consorciados.
As contemplações, momento em que os consorciados têm a oportunidade de realizar seu objetivo, somaram 898,8 mil, de janeiro a outubro de 2011. Em relação aos dez meses de 2010, o acumulado foi 10,6%, bem acima das 812,5 mil anteriores.
Para Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios ABAC, “os números demonstram que o consumidor tem encontrado no consórcio uma forma inteligente de poupar, com objetivo definido. Ao participar de um grupo, o consorciado torna-se poupador, comprometido com o pagamento das parcelas mensais e podendo ser contemplado por sorteio ou lance. Com o crédito em mãos, passa a ter o poder de compra à vista. Nesse perfil de negócio, o consórcio torna-se a melhor opção. Isso tem feito com que o Sistema cresça gradativamente e de forma consolidada”.
Fonte: ABAC

Setor de consórcios deve movimentar R$ 60 bilhões

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Setor de consórcios deve movimentar R$ 60 bilhões

Puxado pela venda de imóveis e de carros, o setor de consórcios deve movimentar R$ 60 bilhões em vendas de cotas este ano, expansão de 25% na comparação com 2009, de acordo com levantamento da Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios (Abac). Após um período de crescimento modesto, o segmento se aqueceu nos últimos meses, graças ao aumento do consumo das classes de menor renda, principalmente a classe C, e do boom no mercado imobiliário.

Na avaliação do presidente executivo da Abac, Paulo Roberto Rossi, com a melhora da renda da população, muita gente passou a consumir mais. “Quem não precisa do bem imediatamente resolve fazer um consórcio e ir pagando aos poucos, sem juros”, diz.

Nos consórcios de imóveis, outro fator que alavancou as vendas, na avaliação de Rossi, foi a aprovação do uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para complementar o valor da carta de crédito, pagar parte das parcelas ou amortizar as cotas.

Os dados da Abac mostram que 2,1 mil consorciados usaram o FGTS nos consórcios de imóveis de janeiro a agosto. Ao todo, foram movimentados R$ 35,3 milhões com recursos do fundo dentro do sistema de consórcios. Os dados separados por períodos mostram que a tendência é que esse número aumente, avalia Rossi.

No total do segmento para imóveis, as vendas de cotas cresceram 12% nos primeiros sete meses do ano, segundo os dados da Abac, e movimentaram R$ 11,7 bilhões. A previsão da Abac para o ano é de expansão acima dos 15%.

Fonte: Abac