Posts com a Tag ‘educação financeira’

Sabia que com uma pequena reserva por mês você pode conquistar sua casa própria?

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

 

PAUTA-3

 

O sonho de conquistar a casa própria às vezes pode parecer impossível, mas com uma pequena reserva poderá ser concretizado. As condições de pagamento estão cada vez mais acessíveis e com o passar dos anos a educação financeira se tornou uma prática entre os consumidores que preferem economizar para realizar um investimento seguro.

Poupar dinheiro não é tão difícil quanto parece. Algumas dicas podem ajudar a planejar melhor o destino do seu dinheiro. Comece fazendo uma relação dos seus gastos, se você tem um carro, poderia vendê-lo e comprar outro mais barato? Os planos de internet, TV e telefone que você possui podem ser reduzidos? Você compromete um valor alto do seu orçamento em itens supérfluos? Esqueça o cartão de crédito e o parcelamento na hora de realizar as compras. Quite suas dívidas.

Sendo disciplinado com as suas finanças você perceberá que consegue economizar mais do que imaginava. Claro que, se você tiver uma reserva de dinheiro terá ainda mais facilidade para adquirir a casa própria e se optar pelo consórcio, você programa a conquista do seu imóvel sem pressa, sem juros e ainda pode antecipar seu acesso ao bem através de lance.

Segundo dados da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio (ABAC), grande parte dos brasileiros (71,1%) utilizam o crédito para aquisição de novos imóveis. Isso porque, além de não precisar dispor um valor de entrada, não há incidência de juros e você ainda escolhe o crédito que melhor se encaixa no seu orçamento. O crédito no consórcio é corrigido conforme o critério estabelecido no contrato, sendo o mais comum o INCC (Índice Nacional do Custo da Construção). Isso acontece para que, independentemente da data em que for contemplado, você possa adquirir o bem mantendo seu poder de compra.

Ficou Interessado? Procure a Breitkopf Consórcios mais perto de você e saiba mais sobre os planos e facilidades ofertadas. (Fonte:http://abac.org.br/servicos/clipping/outubro2017/17_10_17/primo_rossi.pdf)

Sua vida financeira é saudável?

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017
Aprender a economizar, cortar gastos, poupar e acumular dinheiro não é o suficiente.

Aprender a economizar, cortar gastos, poupar e acumular dinheiro não é o suficiente.

A qualidade de vida e segurança material, necessária para aproveitar os prazeres da vida e obter uma garantia para eventuais imprevistos são preocupações mais comuns dos brasileiros e para alcançar estes objetivos é necessário ter saúde financeira. Aprender a economizar, cortar gastos, poupar e acumular dinheiro não é o suficiente. A Educação Financeira é a grande aliada para obter sucesso e realizar seus sonhos.

O consultor e educador financeiro Álvaro Modernell, afirma que quando a saúde financeira está comprometida, gera preocupações, estresse, tira o sono e acaba prejudicando as tradicionais saúdes fisiológica e psicológica. Por outro lado, pessoas que conseguem estar com as contas em dia e eliminar ou reduzir bastante suas preocupações financeiras, alcançam um nível de tranquilidade maior, inclusive no sentido de gerar novas receitas, serem criativas e se manterem desejadas no mercado de trabalho.

Quando os primeiros sinais de uma saúde financeira comprometida aparecem, ou seja, de um orçamento desequilibrado, o ideal é tomar medidas firmes de redução de despesas. Segundo Álvaro, em alguns casos é indicado até se desfazer de bens, se a situação estiver crítica. “Se o carro está quitado, pode-se cogitar sua venda para gerar uma receita que possibilite pagar as contas que possuem ônus elevado por juros e multas, e talvez comprar outro carro, por meio de consórcio ou financiamento. Isso tem que ser bastante calculado porque os custos assumidos precisam ser menores do que os das contas que estão atrasadas”, orienta.

Para organizar o orçamento, diminuindo despesas ou aumentando receitas, vale usar a criatividade. Fazer horas extras ou buscar rendas complementares são algumas alternativas. Mas o melhor método para controlar suas finanças ainda é a postura de decidir gastar menos. A primeira coisa é eliminar o pagamento de juros e multas, quando for possível, diminuir os almoços ou jantares em restaurantes, não comprar roupas, sapatos, bolsas, maquiagem sem precisar ou utilizar o carro mais do que o necessário, principalmente havendo alternativas de transporte público. Procure projetar pequenas economias em uma escala anual, assim será possível perceber o valor economizado.

 O mais importante não é buscar fórmulas mirabolantes. Quanto mais simples e persistente você for, maior a chance de alcançar bons resultados. (Fonte:  http://blog.abac.org.br/educacao-finaceira/voce-cuida-da-sua-saude-financeira#blog)

Educação Financeira

quinta-feira, 28 de julho de 2016
Pauta-5

Iniciativa para promover a Estratégia Nacional de Educação Financeira

Um cidadão financeiramente consciente contribui para o bem-estar coletivo não apenas porque essa condição resulta em um sistema financeiro mais sólido e eficiente, mas também por ter mais habilidade de lidar com emergências e situações difíceis da vida.

Sob essa convicção, foi promovida em maio ultimo a III Semana Nacional da Educação Financeira, uma iniciativa para promover a Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF) – mobilização multissetorial em torno da promoção e do apoio de ações que ajudem a população a tomar decisões financeiras mais autônomas e adequadas.

A programação de mais de 500 eventos, em diversos municípios do País, incluiu a palestra on-line “Consórcio e a Educação Financeira”, promovida pela ABAC para demonstrar o alinhamento do Sistema de Consórcio, importante ferramenta de planejamento e realização, especialmente aos que desejam formar ou ampliar patrimônio.

(Fonte: ointcm.com.br/online/consorcio2016)