JETTA completa dez anos no mercado brasileiro

Jetta 2016 é oferecido em três versões, todas com motores com a tecnologia TSI

Jetta 2016 é oferecido em três versões, todas com motores com a tecnologia TSI

Considerado referência em termos de inovação, tecnologia e esportividade entre os sedãs médios, o Jetta está completando uma década à venda no mercado brasileiro. O modelo tem mais de 90 mil unidades comercializadas no País desde que chegou às lojas, em setembro de 2006. O Jetta 2016 é oferecido em três versões: na Trendline e na Comfortline, que contam com o motor 1.4 TSI de 150 cv, e na Highline, que mantém o consagrado motor 2.0 TSI com 211 cv, associado à transmissão automática DSG de seis marchas.

JETTA completa dez anos no mercado brasileiro

Jetta 2011

O Jetta foi apresentado mundialmente ao público em janeiro de 2005 durante o Salão do Automóvel de Los Angeles, nos Estados Unidos. Em sua quinta geração, o modelo era produzido pela Volkswagen em Puebla, no México. No Brasil, o modelo era oferecido em versão única de acabamento, equipada com motor 2.5l, de cinco cilindros, com 150 cv e transmissão automática de seis marchas com função Tiptronic (uma exclusividade entre os seus concorrentes diretos). A aceleração de 0 a 100 km/h era feita em 9,6 s e a velocidade máxima era de 205 km/h. Resultado: sucesso absoluto de aceitação junto ao cliente brasileiro. O primeiro lote (composto por 400 unidades) do Jetta importado para o Brasil foi vendido em apenas dez dias.

JETTA completa dez anos no mercado brasileiro

Jetta 2006

O modelo ganhou ainda mais potência e torque em outubro de 2007, passando a contar com 170 cv – 20 cv adicionais graças a melhorias no coletor de admissão, que gerou também uma reprogramação da ECU (central eletrônica de gerenciamento do motor). O torque passou de 23,27 kgfm (228 Nm) a 3.750 rpm para 24,5 kgfm (240 Nm) a 4.250 rpm. Resultado: mais esportividade e prazer ao dirigir.

Com esses ganhos, a aceleração de 0 a 100 km/h do Jetta passou a ser feita em 8,9 segundos – a velocidade máxima, controlada eletronicamente, foi mantida. Com amplo conteúdo de equipamentos de série, o Jetta – além de ter um dos melhores desempenhos entre os sedãs médios – também era o único de sua categoria a oferecer ar-condicionado eletrônico de duas zonas de resfriamento.

 

Tags: , , , ,

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.