Posts Tagged ‘América do Sul’

Flagras dos SUVs da VW

quarta-feira, junho 13th, 2018

 

Especificação do modelo explica porque o modelo será trazido para a América do Sul

Especificação do modelo explica porque o modelo será trazido para a América do Sul

Pauta-37

O SUV que a Volkswagen apresenta agora é o Tharu chinês, que por aqui deverá se chamar Tarek, um modelo médio, que será feito na Argentina até 2020. Será um carro para atuar abaixo do Tiguan, e explica porque a VW optou por trazer apenas a versão alongada AllSpace do Tiguan para o Brasil.

Trata-se de um SUV com 4,453 metros de comprimento, 1,841 m de largura e 1,632 m de altura, com entreeixos de 2,688 m. A explicação para isso é que o novo SUV é mais simples não somente em acabamento como também em construção e oferta de motores e transmissões.

Feito na China, em parceria pela joint venture Shanghai-Volkswagen, o Tharu terá duas configurações: uma 1.2 TSI de 116 cv com suspensão traseira por eixo rígido, e uma 1.4 TSI de 150 cv com multilink no eixo traseiro. Ambas virão com câmbio DSG de dupla embreagem e 7 marchas, e ainda não foi informado será haverá opção de tração 4×4 na versão mais forte. Serão três versões de acabamento, sendo a de entrada com rodas aro 15″, sem cromados na linha dos vidros e sem rack no teto. A intermediária adiciona rodas aro 16″, além do rack. Já, a top, tem teto solar panorâmico, rodas aro 17″, cromados na linha das janelas e sistema de som da Beats, entre outros itens.

Para o Mercosul, o mais provável é que o Tarek seja vendido única e exclusivamente com o motor 1.4 TSI de 150 cv, câmbio automático de 6 marchas e suspensão traseira por eixo de torção – exatamente como o Golf que lhe empresta a plataforma MQB.

O Tharu/Tarek se destaca pelos faróis quadrangulares bem grandes, com as luzes principais e setas na parte de cima e um feixe de LEDs para iluminação diurna na parte de baixo. Tem também o vinco na altura das maçanetas, traço que vai dos faróis até as lanternas traseiras, atravessando toda a lateral do modelo. A traseira vem com lanternas horizontais e duplas, com uma parte mais fina na tampa do porta-malas.

Fonte: https://motor1.uol.com.br/news/242242/flagra-volkswagen-tarek-fotos-especificacoes/

Volkswagen vende 419,2 mil veículos só em janeiro

quarta-feira, março 14th, 2012

vw

A Volkswagen vendeu em janeiro 419,2 mil automóveis em todo o mundo, ante 418.600 unidades no mesmo mês do ano passado, alta de 0,1%. “Apesar das instabilidades, sobretudo na Europa, os carros exibiram número total semelhante ao do ano anterior por causa dos novos produtos”, afirma Christian Klingler, membro do conselho de vendas e marketing para o Grupo Volkswagen.

No mercado global europeu, a marca teve ligeira alta de 0,8% em janeiro, quando 125.500 novos VW chegaram às ruas. Na Alemanha, berço da VW, as vendas da marca tiveram queda de 8,4% em janeiro, com 39.600 carros de passeio VW, ante 43.300 no mesmo mês de 2011. Na Europa Ocidental (exceto Alemanha) foram entregues 69.100 unidades, ante 71.200 em janeiro de 2011, queda de 2,9%.

Nas regiões Central e Oriental da Europa, a marca cresceu 67%, com 16.800 veículos em janeiro deste ano, ante 10 mil em 2011. O volume na Rússia mais que dobrou no período, passando de 4.300 para 9.300 unidades, alta de 118,4%.

As vendas na América do Norte atingiram 39.600 veículos em janeiro, alta de 30,2% sobre o mesmo período de 2011. Nos Estados Unidos, maior mercado da região, foram 27,2 mil automóveis, alta de 47,9%. Os modelos Passat e Beetle têm muito a ver com esse crescimento expressivo.

Na região da América do Sul foram 64.400 veículos, ante 62.400 em janeiro do ano passado, alta discreta de 3,2%. Já na região da Ásia-Pacífico foram vendidas 174.700 unidades, ante 187.700, queda de 6,9% (na China, as vendas caíram 8,6%, de 175 mil para 159,9 mil unidades). A Volkswagen atribui os números menores deste ano às comemorações do ano-novo chinês, que ocorreu mais cedo este ano.

As vendas na Índia ainda têm pequeno volume, mas registraram alta de 42,2% com a venda de 5.800 carros, sobre 4 mil em janeiro de 2011.

Fonte: Automotive Business