Posts com a Tag ‘resende’

Visita a MAN

terça-feira, 28 de agosto de 2018

pauta-2f

pauta-2

pauta-2b

pauta-2c

pauta-2e

A fábrica da MAN Latin America e Volkswagen Caminhões e Ônibus, localizada na cidade de Resende no Rio de Janeiro, recebeu a visita da equipe da Breitkopf Caminhões e Ônibus e 18 clientes, das regiões Lages, Caçador, Mafra, Joinville e Itajaí, no dia 13 de julho.

O intuito foi demonstrar para os clientes como são produzidos os caminhões e toda a cadeia produtiva da montadora. A visita proporcionou a troca de experiências aumentando ciclo de amizade e aproximando clientes, montadora e concessionária.

Fonte: Breitkopf Caminhões

Conheça o cavalo mecânico do VW Constellation 25.390

sexta-feira, 21 de junho de 2013

A MAN Latin America produziu um vídeo onde coloca em destaque o caminhão Volkswagen Constellation 25.390 6×2. O veículo integra a família de cavalos mecânicos da marca e disputa o nicho de produtos 6×2, que representa 42% do segmento.

O VW 25.390, que foi totalmente desenvolvido na fábrica de Resende (RJ), vem equipado com o motor mais potente da família de caminhões da VW, além de ser o veículo mais leve da categoria. O chassi foi especialmente projetado para aperfeiçoar o volume de carga para a utilização de semirreboques de até 15,18 metros de comprimento.

O vídeo em questão que a MAN Latin produziu, pode ser visto neste link. Para fazer o download do vídeo em alta resolução, basta clicar sobre a palavra Baixar no topo da página.

Fonte: MAN Latin America

MAN Latin America atinge marca de 600 mil veículos em Resende

sexta-feira, 19 de abril de 2013

No dia 26/03, a fábrica da MAN Latin América em Resende, no Rio de Janeiro, alcançou a marca de 600 mil veículos produzidos. O veículo que concedeu esse recorde foi registrado com a montagem de um modelo VW 24.280, que é o mais vendido no mercado brasileiro.

O maior volume produzido em Resende foi de caminhões da linha Worker, com cerca de 275 mil unidades. Em segundo lugar, vem os Constellation, com 150 mil veículos, seguidos pela linha Volksbus, com 110 mil ônibus. Os modelos da linha Delivery vem em seguida, com 65 mil veículos produzidos.

Segundo Roberto Cortes, presidente da MAN Latin America, “Hoje, a cada três minutos sai um novo caminhão ou ônibus de nossa linha de produção. No início, montávamos apenas um veículo por dia. Essa evolução beneficiou não só nosso negócio, mas, sobretudo o desenvolvimento econômico da região com a geração de empregos, além da arrecadação de impostos”.

A fábrica na cidade de Resende foi inaugurada no ano de 1996 e contava na época com pouco mais de 300 colaboradores em um turno de produção. Hoje, são mais de 6 mil colaboradores e há atividades na fábrica nas 24 horas do dia. Nos últimos cinco anos, foram abertas mais de 1,5 mil novas vagas de emprego para o benefício de todos.

Fonte: MAN Latin America

Volkswagen abre terceiro turno para atender demanda por pesados

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Fábrica em Resende/RJ com 1 milhão de metros quadrados.

A alta demanda no mercado doméstico por seus modelos extrapesados levou a Volkswagen Caminhões e Ônibus a ampliar o horário de funcionamento na linha de montagem da planta em Resende, no Sul-fluminense. A partir de setembro a unidade opera com o terceiro turno e o objetivo é aumentar a capacidade produtiva em 40%.

Em novembro a fábrica comemora 12 anos de instalação, com o feito de ser a única montadora do País a operar durante 24 horas, cinco dias por semana. Contribuiu para este novo ritmo, a implantação do Centro Logístico, ao lado da linha de montagem, que incrementou a produção nos últimos meses. Com esta reengenharia, a Volkswagen Caminhões e Ônibus já passou de 185 unidades/dia (em dezembro passado) para 240 unidades/dia (atualmente), projetando chegar a 300 unidades/dia até meados do próximo ano.

Cerca de 500 novos funcionários estão sendo treinados para trabalhar na linha de montagem da VWCO. Até dezembro mais 800 pessoas serão contratadas e preparadas, totalizando 1,3 mil colaboradores.

A empresa anuncia injeção de R$ 1 bilhão no setor produtivo entre 2008 e 2012, com a proposta de ampliar a capacidade das atuais 50 mil unidades/ano para 100 mil unidades/ano, gradualmente. O desenvolvimento de novos produtos também será contemplado pelos recursos.