Posts com a Tag ‘casa própria’

Consórcio desponta na aquisição da casa própria

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

 

Além de não cobrar juros nas parcelas, a modalidade é flexível e permite ao cliente decidir o valor e a quantidade de parcelas que cabem no seu bolso

Além de não cobrar juros nas parcelas, a modalidade é flexível e permite ao cliente decidir o valor e a quantidade de parcelas que cabem no seu bolso.

Em um cenário em que cerca de 40% dos brasileiros (IBGE) não têm um imóvel, a modalidade de crédito tipicamente brasileira desponta como possibilidade para consumidores de diversos perfis: o consórcio. Além de não cobrar juros nas parcelas, o consórcio é uma modalidade flexível, que permite ao cliente decidir o valor e a quantidade de parcelas que cabem no seu bolso. Por se tratar de uma poupança programada, o consórcio de imóveis é recomendado para quem está se planejando em ter um bem de alto valor. Confira algumas vantagens:

 

  • O consórcio não cobra juros e, sim, uma taxa de administração. Essa taxa varia de 18 a 22% do valor total do crédito e é incluída nas parcelas desde a simulação;
  • Não cobra entrada. Dessa forma, é possível aderir a um plano de R$ 100 mil, por exemplo, pagando apenas a parcela inicial (similar às demais parcelas), que já será abatida do saldo devedor;
  • Aceita FGTS: o consórcio aceita o saldo do fundo de garantia para amortizar ou quitar a cota. Para tanto, bastar ofertar um lance no valor que você tem disponível no Fundo.
  • Flexibilidade: além de assegurar o melhor valor de parcela no início do plano, o consórcio de imóveis também viabiliza negociações em casos de necessidade.

 

Fonte: abac.org.br

 

Quais as vantagens do consórcio imobiliário?

quinta-feira, 9 de maio de 2019

 

A modalidade é uma alternativa de conquista da casa própria

A modalidade é uma alternativa de conquista da casa própria

 

A casa própria continua sendo um dos maiores sonhos dos brasileiros. Estima-se que, no Brasil, mais de 30 milhões de pessoas morem de aluguel. Um dos projetos que mais apresentam benefícios é o consórcio de imóveis, que funciona como qualquer consórcio e é uma forma de juntar dinheiro, já que todo o mês a pessoa paga um valor para uma instituição e depois de algum tempo é contemplada. Considerada uma das opções mais seguras para se conseguir o próprio imóvel, a modalidade consórcio também é oferecida pela Breitkopf. Fale com um de nossos atendentes em:

Breitkopf Consórcios

Fonte: Abac.org.br

Como usar o FGTS para acelerar a compra da casa própria pelo consórcio imobiliário

segunda-feira, 25 de março de 2019

 

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 32% da população do país não têm casa própria quitada e a maioria vive em imóveis alugados

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 32% da população do país não têm casa própria quitada e a maioria vive em imóveis alugados

 

Realizar o sonho da casa própria. Meta de milhares de brasileiros, onde quase 32% da população do País não têm casa própria quitada e a maioria vive em imóveis alugados, segundo o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a modalidade consórcio tem sido uma boa alternativa para encurtar o caminho para o tão sonhado ‘lar doce lar, pois, muitas vezes, acabam sendo mais vantajosos que os financiamentos

A questão é que o tempo de espera para ser contemplado – que depende da quantidade de parcelas pagas, além de uma dose de sorte, no caso de ser sorteado logo nos primeiros meses de contribuição – pode ser um ‘porém’ para os participantes mais ansiosos.

Muita gente não sabe, mas no caso dos consórcios imobiliários, se esperar muito pelo sorteio não estiver nos seus planos, é possível deixar o processo de aquisição da casa própria ainda mais rápido com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), aquele valor equivalente a 8% do salário que os empregadores depositam todo mês na conta de cada empregado, em uma conta aberta na Caixa Econômica Federal (CEF).

Desde 2009 é possível utilizar até 100% do FGTS como lance para que o valor do consórcio imobiliário seja antecipado, abreviando a espera. Outra possibilidade é usar o FGTS para diminuir em até 80% o valor das parcelas ou liquidar a dívida do consórcio. Ainda assim, uma terceira opção pode ser mais vantajosa: muitos participantes de consórcios imobiliários usam uma parte do Fundo de Garantia como oferta de lance, acelerando a contemplação do consórcio, e a outra parte para redução das prestações seguintes.

No final de 2018, o Conselho Monetário Nacional, órgão que controla o sistema financeiro no Brasil, tomou uma medida que pode beneficiar ainda mais os participantes de consórcios para moradias novas ou usadas. O limite para utilização de recursos do FGTS para compra de imóveis por meio de consórcios passou a ser de até R$ 1,5 milhão em qualquer unidade federativa – até então, o teto era de R$ 800 mil em Santa Catarina.

Ainda de acordo com a ABAC, o segmento de consórcios imobiliários cresceu 5,8% em participantes ativos, considerando janeiro a novembro de 2018, em relação ao mesmo período de 2017.

Fonte: abac.org.br

Sabia que com uma pequena reserva por mês você pode conquistar sua casa própria?

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

 

PAUTA-3

 

O sonho de conquistar a casa própria às vezes pode parecer impossível, mas com uma pequena reserva poderá ser concretizado. As condições de pagamento estão cada vez mais acessíveis e com o passar dos anos a educação financeira se tornou uma prática entre os consumidores que preferem economizar para realizar um investimento seguro.

Poupar dinheiro não é tão difícil quanto parece. Algumas dicas podem ajudar a planejar melhor o destino do seu dinheiro. Comece fazendo uma relação dos seus gastos, se você tem um carro, poderia vendê-lo e comprar outro mais barato? Os planos de internet, TV e telefone que você possui podem ser reduzidos? Você compromete um valor alto do seu orçamento em itens supérfluos? Esqueça o cartão de crédito e o parcelamento na hora de realizar as compras. Quite suas dívidas.

Sendo disciplinado com as suas finanças você perceberá que consegue economizar mais do que imaginava. Claro que, se você tiver uma reserva de dinheiro terá ainda mais facilidade para adquirir a casa própria e se optar pelo consórcio, você programa a conquista do seu imóvel sem pressa, sem juros e ainda pode antecipar seu acesso ao bem através de lance.

Segundo dados da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio (ABAC), grande parte dos brasileiros (71,1%) utilizam o crédito para aquisição de novos imóveis. Isso porque, além de não precisar dispor um valor de entrada, não há incidência de juros e você ainda escolhe o crédito que melhor se encaixa no seu orçamento. O crédito no consórcio é corrigido conforme o critério estabelecido no contrato, sendo o mais comum o INCC (Índice Nacional do Custo da Construção). Isso acontece para que, independentemente da data em que for contemplado, você possa adquirir o bem mantendo seu poder de compra.

Ficou Interessado? Procure a Breitkopf Consórcios mais perto de você e saiba mais sobre os planos e facilidades ofertadas. (Fonte:http://abac.org.br/servicos/clipping/outubro2017/17_10_17/primo_rossi.pdf)

Planejar a Casa Própria com Consórcio

terça-feira, 31 de maio de 2016
casa

Pesquisa revela que enquanto a aquisição de imóvel urbano é superior a 50%, terrenos, reformas e construção somam mais de 30%

Ter a casa própria é o sonho de todo brasileiro. Fazer do imóvel o início ou a ampliação de patrimônio é outro objetivo pessoal e familiar. Instalar os negócios em sede própria é meta de muitas empresas. Se no passado recente, tais intenções tinham custos elevados e condições que desestimularam ou inviabilizaram esses objetivos, os consórcios de imóveis tornaram-se a alternativa para os que desejaram comprar imóveis de forma planejada, com prazos maiores, custos baixos, parcelamento integral, negociação de desconto e, principalmente, com poder de compra.

Recente levantamento, feito pela assessoria econômica da ABAC junto a administradoras que atuam no segmento imobiliário, identificou que a maioria dos consorciados contemplados optou por utilizar suas cartas de créditos em bens residenciais urbanos com 51,52%. Entre os demais 48,48% destaca-se parcela significativa de formadores de patrimônio que, ao decidirem por terrenos e imóveis em construção ou reformas, sinalizam seus objetivos futuros. “Observa-se, cada vez mais, que os interessados que cogitam adquirir imóveis têm pesquisado bastante para, depois, aderir ao mecanismo, considerando o comprometimento mensal, a médio e longo prazos, como verdadeira poupança com objetivo definido”, esclarece Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da ABAC Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios.

Fato que ilustra a mudança de comportamento é a redução do saldo das cadernetas de poupança, tradicional financiadora do mercado imobiliário, que, nos últimos anos só de 2014 a abril deste ano, contabilizou 5,4% de diminuição. O saldo líquido, que era de R$ 522,3 bilhões em janeiro daquele ano, caiu para R$ 494 bilhões (abr/2016).

CONSÓRCIO SEMPRE PRESENTE

A história da modalidade no setor imobiliário tem mais de 25 anos. Ao longo desse período tem registrado aumento constante no número de participantes ativos. Com as alterações promovidas nas linhas de crédito concedidas para aquisição desse tipo de bem a partir de 2015, os consórcios de imóveis tornaram-se ainda mais acessíveis aos consumidores. Tais mudanças acabaram por provocar novas atitudes dos interessados para compra desse bem patrimonial, justificando o crescimento das adesões ao Sistema.

O aumento de quase 4% no número de participantes ativos, em março deste ano contra o mesmo mês do ano passado, ratificado pelo aumento de 7,5% nas contemplações acumuladas no primeiro trimestre de 2016 versus período semelhante de 2015, confirma que a partir do planejamento pessoal ou familiar, os consórcios podem ser o caminho para os que pretendam adquirir imóveis com parcelas e condições adequadas ao seu bolso. Há de se destacar, também, que aqueles consorciados que já estão contemplados podem realizar bons negócios nesse momento em que imobiliárias e incorporadoras buscam reduzir os estoques de imóveis, promovendo descontos convidativos aos interessados.

Considerada a essência da educação financeira, o consumidor, com atitude madura e de forma mais consciente, poderá realizar o sonho da aquisição da casa própria a partir da ampla flexibilidade e liberdade caracterizadas pela modalidade.

OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA DE CONSÓRCIOS PODEM SER ENCONTRADAS NO SITE www.abac.org.br.

Fonte: Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC) 

 

Consórcio é opção de investimento para quem não tem pressa

terça-feira, 23 de julho de 2013

Já passa de cinco milhões o número de participantes de consórcios no país. Eles são uma boa opção para quem tem disciplina financeira. Em consórcios dá para comprar de carros a festas de casamento. “A pessoa compra uma cota de serviço em um determinado valor que entende ser razoável para o serviço que vai utilizar e vai pagando mensalmente”, explica o vice-presidente da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio, Vítor Cesar Bovino.

A grande vantagem do consórcio, em tempos de aumento de juros, é que o cotista não paga juros embutidos como em um financiamento. Na mensalidade ele paga apenas as taxas de administração e de seguro.

Para pagar um carro popular financiado em 60 meses, por exemplo, o cliente vai gastar R$ 770,00 mensais. Se for no consórcio, no mesmo prazo, a prestação fica em R$ 590,00.

A desvantagem é que se o cotista não oferecer um lance e nem for sorteado, vai ficar pagando sem receber o bem. Isso pode levar meses ou anos. Por isso, é uma ótima opção para quem não tem pressa ou quer investir.

Mercado aquecido para consórcios

terça-feira, 23 de julho de 2013

O consórcio imobiliário tem se mostrado uma boa opção para quem deseja programar a compra da casa própria ou aumentar o patrimônio. No primeiro trimestre do ano, a média nacional de recuperação do volume de cotas financiadas para imóveis foi de 15%, aponta o presidente da Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio (Abac), Paulo Roberto Rossi.

 

Segundo ele, os produtos do consórcio registraram uma participação importante no mercado de imóveis financiados pelo Sistema Brasileiro de Poupança e empréstimos, que no primeiro bimestre concedeu mais de R$ 12,5 milhões em financiamentos imobiliários com recursos da caderneta de poupança.

 

Fonte: Jornal Correio Popular 

Consórcios podem ser alternativa para conseguir a casa própria

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

casa

Com aspecto de poupança obrigatória, o sistema de consórcio ajuda os adeptos a manterem uma disciplina em relação ao investimento e controle de gastos. Sistema popular entre aqueles que não têm tanta pressa em adquirir um determinado bem, os consórcios podem ser alternativa para a compra, construção ou reforma de imóveis.

De acordo com a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac), a alta de 15,7% nas adesões ao produto no acumulado do ano, aliada ao crescimento de quase 20% no tíquete médio, comprovam o interesse do consumidor.

A carta de crédito para um consórcio é concedida por empresas administradoras – como o Consórcio Breitkopf – que formam grupos de consorciados, que contribuem mensalmente para a formação de uma poupança comum. De acordo com o regulamento do grupo, a cada mês, entre dois e quatro cotistas são contemplados com a carta de crédito.

A Abac afirma que o sistema é vantajoso justamente por se tratar de uma poupança obrigatória. A entidade recomenda o sistema para quem já vive em casa própria e, sem a pressa de sair do aluguel, pode optar pela ferramenta como forma de se disciplinar para comprar o segundo imóvel.

Vendas de novas cotas de consórcio superam 1,5 milhão

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Vendas de novas cotas de consórcio superam 1,5 milhão

A procura pelo Sistema de Consórcios vem aumentando mês após mês. De janeiro a setembro deste ano o total de novas adesões aumentou 6,2% saltando de 1,46 milhão (jan-set/2009) para 1,55 milhão. Segundo Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da Abac (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios), “esse crescimento é reflexo da consciência do brasileiro em utilizar os consórcios como forma de planejamento financeiro e de poupança programada. Muitos consumidores têm optado pelo mecanismo face às facilidades de inexistência de juros e parcelamento integral do valor do bem desejado, o que, como compromisso mensal, representa pequena parcela dentro do seu orçamento familiar”.

Segundo estudos do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), o Índice de Expectativas das Famílias apresentou uma dívida média das famílias brasileiras 22% menor entre agosto e outubro deste ano. Para a Abac, fatores como o aumento de disponibilidades das classes C e D, provocam a vontade de consumir tornando-se forte impulsora para a produção de veículos e de aceleração na indústria da construção civil. Pesquisa recente do Ibope apontou que quase 30% dos brasileiros da classe C planejam comprar um carro, novo ou usado, no início do próximo ano. Ainda de acordo com aquele instituto, a aquisição da casa própria está nos planos de 19% da nova classe média do país.

Segundo os dados da assessoria econômica da Abac, no setor de veículos leves (automóveis, utilitários e camionetas) foi registrada alta de 25% no valor médio das novas cotas comercializadas. Subiu de R$ 32 mil, em setembro de 2009, para R$ 40 mil, em setembro de 2010. Também no de imóveis, o valor médio da cota teve alta de 21,7%, partindo de R$ 83 mil, em setembro de 2009, para R$ 101 mil, em setembro de 2010.

“Estes indicadores confirmam nossas observações e nos levam a crer que até o final deste ano e, já projetando 2011, o Sistema de Consórcios deverá superar os quatro milhões de participantes ativos, considerando todos os tipos de produtos como veículos, imóveis, eletroeletrônicos e serviços”, complementa Rossi.

O número de participantes registrados no nono mês do ano chegou aos 3,95 milhões, 5,9% mais que os 3,73 milhões de doze meses antes. Também as contemplações estiveram em alta. A soma nos nove primeiros meses de 2010 foi 731,9 mil (jan-set/2010), 4,3% mais que as 701,8 mil (jan-set/2009) passadas.

Fonte: Abac

Sonhos realizados com o consórcio imobiliário Breitkopf

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Sonhos realizados com o consórcio imobiliário Breitkopf

O Consórcio Breitkopf está realizando o sonho da casa própria de diversos clientes de Santa Catarina, com as cotas para imóveis oferecidas. Desde março deste ano, a administradora vem efetuando sorteios mensais.

As cidades de Apiúna, Schroeder, Joinville e Blumenau contam com contemplados no consórcio imobiliário Breitkopf, que já compraram ou estão adquirindo sua casa, apartamento, terreno ou ainda investindo em uma reforma.

Os créditos do Consórcio Breitkopf variam de R$ 65 mil a R$ 130 mil. Os planos são de 60 a 150 meses. Desta forma, o cliente pode ajustar as parcelas conforme seu orçamento.

“A vantagem em adquirir um imóvel através do consórcio é que não existem juros, mas sim uma pequena taxa de administração. E sua correção acontece uma vez por ano, através do Índice Nacional Construção Civil”, explica Sidney Cardoso, gerente de vendas do Consórcio Breitkopf.

As modalidades de contemplação são por sorteio, lance livre e lance limitado. Os lances para o Consórcio Imobiliário Breitkopf podem ser livres ou limitados em até 20% do valor do crédito, havendo saldo no grupo. “Outra vantagem é que o cliente não precisa ter dinheiro para a oferta de lances, pois pode utilizar o crédito”, lembra Cardoso.

Entrar num grupo do Consórcio Breitkopf é muito fácil. “O cliente adere a uma cota, paga a primeira parcela e já está participando na data do próximo sorteio, com a abertura de lances”, explica Cardoso.