Posts com a Tag ‘recorde’

Mercado de consórcios bate recorde no Brasil

segunda-feira, 25 de novembro de 2019

 

Consórcio-Pauta-3-(1)

Sistema atingiu 2,11 milhões de novas cotas

 

Pelo nono mês consecutivo, o sistema de consórcios fechou com novo recorde, atingindo 2,11 milhões de novas cotas. De acordo com a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), de janeiro a setembro deste ano, registrou-se alta de 12,23% sobre o mesmo período do ano passado. O ticket médio das cotas vendidos no mês de setembro é de R$ 49,14 mil.

Em todo o país, os créditos concedidos aos contemplados, entre janeiro e setembro deste ano, somaram R$ 31,10 bilhões, 2,84% superior aos dados do ano passado. O acumulado de contemplações chegou a quase um milhão, batendo na casa de R$ 908,77 mil.

Para Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da ABAC , “o crescimento das adesões ao mecanismo, que ultrapassaram dois milhões, resulta da ampliação e da consolidação de maior conhecimento da essência da educação financeira dos consumidores, por meio de um comportamento cada vez mais consciente sobre planejamento de suas finanças pessoais, quando pretendem adquirir bens ou contratar serviços. O consórcio não apenas viabiliza o objetivo desejado, mas proporciona também economia com custos finais mais adequados e possibilidade de pagamento de parcelas dentro dos orçamentos, em virtude de prazos mais longos”, explica.

 

Fonte: abac.org.br

Novo recorde

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Novo-recorde

Nos dois primeiros meses do ano, o Sistema de Consórcios apresentou resultado positivo para as vendas de novas cotas nos dias úteis. A média diária de 10,3 mil adesões registradas em janeiro e fevereiro de 2015 foi 4,6% maior que as 9,85 mil contabilizadas no mesmo período em 2014. O aumento provocou crescimento no total de participantes ativos que atingiu 6,26 milhões, em fevereiro último. Com 7,6% mais que os 5,82 milhões daquele mês no ano passado, o volume bateu mais uma vez o recorde histórico da modalidade.

As contemplações, que possibilitam a concretização dos objetivos dos participantes relacionados à aquisição de bens e serviços, acumularam 230,7 mil (jan-fev/2015), 7,7% mais que as 214,3 mil anteriores (jan-fev/2014). Mesmo com aumento diário das vendas de novas cotas, o acumulado bimestral do ano contabilizou 387 mil (jan-fev/2015), 6,2% menor que as 412,8 mil do ano passado (jan-fev/2014).

Os créditos disponibilizados, oriundos das contemplações nos dois primeiros meses do ano, somaram R$ 6,70 bilhões, 13% mais que os R$ 5,93 bilhões dos mesmos meses de 2014. Paralelamente, os créditos resultantes das cotas comercializadas estiveram estáveis nesse período de 2015 versus 2014, ao somarem aproximadamente R$ 13,4 bilhões.

Fonte: ABAC

Recorde histórico

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Recorde-histórico

Ao cravar a marca de 119 mil contemplados em outubro, os consórcios bateram recorde histórico dos últimos dez anos, segundo dados da assessoria econômica da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC). Complementados pela superação dos 6,04 milhões de participantes ativos e pelo aumento de 35% nas vendas de novas cotas no décimo mês sobre as de julho, menor volume do ano, os indicadores voltaram a confirmar a retomada dos negócios e o interesse dos consumidores pelo mecanismo como forma planejada, simples e econômica de adquirir bens ou contratar serviços.

As contemplações, momento em que consorciados têm a possibilidade de concretizar a compra de bens ou a contratação de serviços, impulsionam os diversos elos da cadeia produtiva. Com comportamento estável e viés de alta, registrou média mensal de 112,3 mil e atingiu o maior volume em outubro (119 mil), se considerados os últimos dez anos. O acumulado em 2014 foi de 1,12 milhão (jan-out), 7,7% maior do que as 1,04 milhão (jan-out) de 2013.

Paralelamente, o número de participantes ativos continuou aumentando, chegando aos 6,04 milhões, em outubro, 7,3% mais que os 5,63 milhões do mesmo mês no ano passado. Novamente um total nunca atingido, resultado da confiança e da credibilidade do Sistema e do planejamento financeiro do consorciado.

Nos dez primeiros meses do ano de 2014, foram comercializadas 1,88 milhão de novas cotas (jan-out/2014), 10% menor que as 2,09 milhões acumuladas no mesmo período de 2013. No ano, as vendas registraram média mensal de 188 mil novas adesões, com pico em setembro de 219 mil. Ao comparar o total alcançado em outubro, 206,5 mil, em relação ao menor do ano, 152,1 mil, ocorrido em julho, observa-se um crescimento de 35,8%, confirmando a inversão de tendência negativa apontada no período pré e durante a Copa do Mundo.

 

Fonte: Assessoria ABAC

 

Novo recorde de vendas de consórcios: 1,69 milhão de novas cotas em 2011

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

crescimento

O ritmo de crescimento do Sistema de Consórcios nos oito primeiros meses deste ano mostrou que o consumidor está financeiramente mais informado. Se a aquisição do veículo, imóvel, eletroeletrônico ou serviço não precisa ocorrer imediatamente, o consórcio se constitui numa das melhores opções à disposição do consumidor.

Com custos menores, a parcela mensal do consórcio transforma-se num compromisso financeiro de médio e longo prazos bastante adequado ao orçamento pessoal, familiar ou empresarial. De janeiro a agosto de 2011, o acumulado de novas adesões ao Sistema de Consórcios somou 1,69 milhão de cotas (recorde histórico), 23,4% maior que o totalizado no mesmo período de 2010, quando atingiu 1,37 milhão.

“A confiança nos consórcios e o entendimento de que, por seu intermédio, o brasileiro pode planejar o futuro, formando ou ampliando seu patrimônio pessoal, familiar ou empresarial, são as principais razões desse constante crescimento, maior que os resultados de anos anteriores”, explica Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios).

Em agosto, os participantes ativos chegaram a 4,38 milhões, 10,6% maior que os 3,96 milhões apontados em 2010. As contemplações acumuladas nos oito primeiros meses também apresentaram crescimento. Este ano totalizaram 709 mil (jan-ago/2011), 9,3% mais que as 648,7 mil (jan-ago/2010) anteriores.

Setor de consórcios deve crescer 10% em 2010

terça-feira, 27 de abril de 2010

Setor de consórcios deve crescer 10% em 2010

As previsões para o mercado de consócios não poderiam ser melhores em 2010. De acordo com o balanço feito pela Abac (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios), os números em 2009 fecharam com uma evolução de 10,9% nas novas adesões.

O acumulado dos 12 meses foi de 1,98 milhão de cotas – recorde desde 2000 – contra 1,78 milhão, totalizado em 2008. As contemplações, momento em que os consorciados de posse da carta de crédito podem adquirir seus bens, acumularam 933,5 mil, 13,8% a mais que as 820 mil do mesmo período um ano antes. E tudo indica que em 2010 os números irão se manter.

Segundo o presidente executivo da Abac, Paulo Roberto Rossi, o crescimento reflete o bom momento econômico e a confiança do consumidor no segmento. “A crise econômica não se confirmou no Brasil, o que levou o consumidor a apostar mais no consórcio. A grande vantagem que oferecemos é o investimento a longo prazo. Para quem não precisa de um bem imediatamente, é possível encarar o negócio como uma poupança programada e um investimento futuro garantido”, explica.

Balanço

Em 2009, o número de participantes ativos, incluindo veículos leves (automóveis, camionetas e utilitários), veículos pesados (caminhões, ônibus, semi-reboques, tratores, implementos agrícolas, entre outros), imóveis, eletroeletrônicos e serviços superou 3,8 milhões (recorde desde 2000), 4,7% a mais que os 3,63 milhões registrados no mesmo mês de 2008.

Os ativos administrados do Sistema de Consórcios superaram R$ 79 bilhões, em 2009 (estimativa), 46,3% maior que o registrado em 2006. Somente os recebíveis cresceram 44,7 % em quatro anos. Saltaram de R$ 47 bilhões (2006) para R$ 68 bilhões (estimativa para 2009). As disponibilidades também apresentaram alta no mesmo período, 57,1%. Somavam R$ 7 bilhões em 2006 e estão estimados em R$ 11 bilhões, para o ano passado.

A arrecadação de tributos e contribuições sociais acompanhou o crescimento das atividades consorciais apontando alta de 48,7%. Em 2006, o volume atingiu R$ 566 milhões, enquanto em 2009 está estimado em R$ 842 milhões. O Sistema de Consórcios gera atualmente 50 mil empregos diretos e indiretos.

Fonte: Repórter Diário

Automóveis e imóveis puxam alta em adesão a consórcio

terça-feira, 27 de abril de 2010

Automóveis e imóveis puxam alta em adesão a consórcio

A comercialização de consórcios de automóveis e de imóveis bateu recorde nos meses de janeiro e fevereiro e puxou as vendas do setor. O volume total de negócios somou R$ 8,6 bilhões no primeiro bimestre, um crescimento de 43,3% em comparação ao mesmo período de 2009, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, 5, pela Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac).

Nos imóveis, o crescimento das vendas de novas cotas foi de 46,4%. O volume saltou de 25 mil cotas para 36,6 mil novas cotas na comparação dos bimestres. A Abac atribui o aumento das vendas à possibilidade de usar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para amortizar as parcelas, liberado pela Caixa no dia 18 de março.

O segmento de imóveis fechou fevereiro com 539 mil consorciados ativos. Já nos automóveis, a alta foi de 38,7%, passando de 56 mil cotas vendidas para 77,7 mil. Nas motos, o maior segmento dentro do setor, a comercialização registrou queda de 1,8% no mesmo período, para 177,7 mil novas unidades vendidas.

Considerando todos os segmentos (veículos, motos, imóveis, eletroeletrônicos e serviços), o setor de consórcios atingiu a marca de 3,8 milhões de participantes ativos em fevereiro, expansão de 5,5% ante o mesmo mês do ano passado.

A comercialização de novas cotas registrou aumento de 8,9%, para 311,8 mil. O segmento de eletroeletrônicos registrou baixa de 28,3% no bimestre, de 18,4 mil para 13,2 mil unidades. A queda é reflexo da forte competição das redes de varejo, que aumentaram os prazos de financiamento desses produtos e as vendas parceladas sem juros no cartão de crédito. Os consórcios de serviços, que foram criados pela nova legislação do setor de consórcios que entrou em vigor no começo do ano passado, tiveram aumento de 9,5% nas vendas, passando de 4,2 mil para 4,6 mil participantes ativos.

O valor médio das cotas terminou fevereiro em R$ 7,6 mil. Com os consórcios de serviços, é possível usar o valor da carta de crédito para os mais diversos fins, como pagamento de cirurgia plástica, dentista, viagem, festa de casamento e tratamento estético. As contemplações somaram 600 pessoas. No mesmo período, 1.100 consumidores fizeram adesão a um consórcio de serviços.

A comercialização de consórcios de automóveis e de imóveis totalizou R$ 8,6 bilhões no primeiro bimestre, compondo um crescimento de 43,3% em comparação ao ano passado.

Fonte: DCI