Posts Tagged ‘Alemanha’

“Feito no Brasil – Born local” destaca clássicos da Volkswagen nacional

quinta-feira, agosto 22nd, 2019

 

Exposição alemã relembra ícones como SP2, Brasília e Kombi

Exposição alemã relembra ícones como SP2, Brasília e Kombi

 

Os modelos SP2, Brasília e Kombi Last Edition foram destaque na 14° edição do Schloss Dyck Classic Days, um dos eventos mais exclusivos e prestigiados da Europa, que ocorreu na Alemanha. Em meio a dezenas de clássicos da Porsche, Audi, Bentley e Bugatti, os três modelos do Brasil atraíram a atenção dos entusiastas. Muitos, inclusive, estavam vendo esses ícones brasileiros pela primeira vez. “Em 2019, a Volkswagen do Brasil celebra os 60 anos de inauguração da fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo. Essa é uma excelente oportunidade para mostrarmos aos visitantes do Classic Days modelos exclusivos feitos somente no Brasil. São veículos especialmente selecionados do nosso museu, o ZeitHaus, na Autostadt”, comenta Roland Clement, CEO da Autostadt, a Cidade do Automóvel do Grupo Volkswagen, em Wolfsburg.

O ZeitHaus é o museu de automóvel mais visitado da Alemanha. No Schloss Dyck Classic Days, o estande da Autostadt foi decorado de verde e amarelo em homenagem ao Brasil.

A exposição “Feito no Brasil – Born local” já está confirmada também para outros importantes eventos de clássicos na Alemanha. O Sachsen Classic, entre os dias 22 a 24 de agosto, vai percorrer diversas estradas entre as cidades de Leipzig e Dresden. Já, o rali Hamburgo-Berlim vai ligar as duas maiores cidades da Alemanha, de 29 a 31 de agosto. Durante o rali, cerca de 180 carros clássicos estarão em exposição na Autostadt, em Wolfsburg. E os carros da Volkswagen do Brasil estarão lá.

Fonte: vwnews.com.br

David Powels quer turbinar a Volkswagen do Brasil

segunda-feira, setembro 28th, 2015

Nota-1---Divid-Powels

Créditos da foto: Gabriel Chiarastelli

O novo CEO da montadora alemã no Brasil, o sul-africano David Powels, pretende lidar com o cenário econômico atual do País com a tranquilidade de quem atua em um setor em que é preciso encarar os desafios de curto prazo, de olho no futuro. Para o experiente Powels, que já trabalhou no Brasil de 2002 a 2007 e foi responsável pelas finanças e contabilidade da filial, a Volkswagen já presenciou situações semelhantes à atual, mas isso não impediu a empresa de crescer e inovar.

O primeiro voto de confiança na economia brasileira foi demonstrado com o investimento de R$ 460 milhões na fábrica de motores de São Carlos, no interior paulista, em meados de julho. A maior parte desse montante, foi utilizado na produção dos motores com tecnologia TSI (turbo), encontrada no compacto UP!

Além disso, Powels definiu como linhas estratégicas ganhos de produtividade e fortalecimento do portfólio, com veículos de maior valor agregado.  A produção da nova versão do Golf, na fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná, e a montagem do Jetta, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, permitindo maior flexibilidade na hora de fixar o preço de venda dos produtos e a possibilidade de expansão nas exportações, que é um quesito importante quando o mercado doméstico está enfraquecido.

Apesar do cenário preocupante, a Volkswagen, que já está no Brasil há 62 anos e ocupa o status de ser o primeiro país a receber uma fábrica fora da Alemanha, não assusta o experiente CEO, que afirmou realizar os ajustes necessários à nova realidade do mercado e espera um avanço na economia de 4% a 6 %.

Fonte: Isto É Dinheiro

Visita à Alemanha

terça-feira, junho 24th, 2014

Visita-à-Alemanha

A equipe da Breitkopf Veículos entrevistou o representante da Empilhadeiras Still,  Ricardo Cristiano Oribka, que recentemente visitou a fábrica da Volkswagen, em Dresden, na Alemanha. Confira:

Visita-à-Alemanha-2

Como surgiu a ideia de visitar a fábrica da Volkswagen?

Oribka: Trabalho com empilhadeiras e estive em visita à Alemanha para conhecer a fábrica do equipamento em que trabalho, que fica em Hamburgo. Fui a Dresden e, ao passar pela frente daquele paredão de vidro cheio de carros, fiquei estupefato. Reconheci na hora o famoso elevador. Perguntei a um amigo, que reside na Alemanha, se poderia visitar.

Visita-à-Alemanha-8

Qual foi a primeira impressão?

Oribka: A fábrica impressiona todos que visitam a cidade. Ao lado dela, os carros ficam expostos numa parede de vidro, como um almoxarifado a céu aberto, magnífico. Da rua, foi possível ver o elevador colocando os carros… que só fez aumentar o desejo de parar e conhecer o lugar.

Visita-à-Alemanha-7

Como foi a visita?

Oribka: A visita, guiada por um agente da fábrica, foi arrepiante! A organização, o hall de espera, as salas de vidro, todos trabalhando de branco, com luvas brancas, tudo é espetacular. Acredito que a maior atração da cidade seja a fábrica.

Visita-à-Alemanha-9

O que mais chamou a atenção?

Oribka: O piso! O chão se move como uma linha de montagem. O carro para, os robôs trazem as peças para as estações e o pessoal vai montando as partes, mas o chão esta indo para a próxima estação. Só quem já viu, entenderá!

Visita-à-Alemanha-11

Qual a tua opinião sobre o carro elétrico?

Oribka: O veículo é veloz, bonito, futurista, com conceito totalmente elétrico e está à disposição dos visitantes para uma volta de demonstração.

Visita-à-Alemanha-3

Visita-à-Alemanha-4

Visita-à-Alemanha-5

Visita-à-Alemanha-6

Inesquecível?
Oribka: O chão se movendo… Em linha de montagem… Tudo no seu lugar… limpo e branco. O padrão Volkswagen é incrível.

Visita-à-Alemanha-10

Nova versão do Amarok é revelada ao público

segunda-feira, outubro 8th, 2012

A Volkswagen aproveitou o Salão de Veículos Comerciais de Hanover, na Alemanha, para apresentar ao público uma nova versão da Amarok, que começará a ser comercializada no início do ano que vem. Chamada de Amarok Canyon, a picape é uma edição especial e tem por base o modelo Trendline.

A picape vem equipada com rodas de liga leve de 17 polegadas e ainda traz proteção para as caixas de roda. De série, os itens que compõem o modelo são o para-choque preto, a cobertura para a caçamba e a máscara nas lanternas traseiras. O objetivo é garantir máxima capacidade off-road. Sendo assim, o Amarok Canyon utiliza um motor biturbo 2.0 TDI de 180 cv de potência, com torque máximo de 40,81 mkgf entre 1.500 rpm e 2.250 rpm. O sistema 4MOTION de tração integral selecionável, juntamente com a caixa de redução e o travamento do diferencial no eixo traseiro, assegura a eficiência da transmissão de força para as rodas.

Para os apaixonados por aventura dentro e fora das estradas, só resta esperar para conhecer com mais detalhes o Amarok Canyon.

Para maiores informações sobre os modelos da VW, entre em contato com uma de nossas concessionárias e venha fazer uma visita!

Blumenau – (47)3231-2000

Rua São Paulo, 2001, Bairro Itoupava Seca

 

Brusque – (47)3251-0500

Av. Otto Renaux, 346, Bairro São Luiz

Se preferir, acesse nosso site: www.breitkopf.com.br

Equipe de Brusque reconhecida com o ITC 3.0 da Volkswagen

quarta-feira, julho 4th, 2012

ITC2

A Breitkopf Veículos reuniu sua equipe de vendedores para homenagear os consultores de Brusque, certificados internacionalmente pela Volkswagen, recentemente, através do programa ITC (International Training Concept).

O ITC 3.0 da VW é uma formação de vendedores e tem a certificação da montadora, na Alemanha. Em Brusque, além dos vendedores, o coordenador de desenvolvimento (COD) da filial também foi reconhecido.

Inicia produção da Amarok na Alemanha

terça-feira, maio 29th, 2012

Produção-Amarok-Alemanha

A Volkswagen iniciou no dia 3 de maio a produção da Amarok na Alemanha. Até então era fabricada apenas na Argentina para o resto do mundo. A picape será produzida na planta de Hannover, que ficará encarregada de abastecer a demanda no mercado europeu.

Com um volume estimado em 40 mil unidades produzidas por ano, a Amarok “alemã” será vendida nos países das Europas Ocidental e Oriental e na África. “Temos grandes oportunidades pelo mundo no segmento de veículos comerciais leves. Com o início da produção em Hannover, podemos dizer que a Amarok finalmente chegou à Europa”, declarou o CEO da empresa, Martin Winterkorn.

A fábrica argentina de Pacheco continuará abastecendo os mercados da América Latina e América do Sul, incluindo o Brasil. Na Alemanha, a picape começa a ser produzida no final de junho, sendo que 185 unidades deixarão a planta por dia.

Volkswagen traz edição especial do Golf GTI

sexta-feira, julho 1st, 2011

Volkswagen traz edição especial do Golf GTI

Em comemoração ao aniversário de 35 anos do lançamento do primeiro Golf GTI, a Volkswagen anunciou o lançamento uma edição comemorativa do modelo. Chamado de “Edition 35”, o carro está a venda na Alemanha e traz além de detalhes estéticos um motor mais potente.

Debaixo do cap, o propulsor 2.0 TSI turbo foi modificado para oferecer 235 cv de potência. Por dentro, os bancos com tecido esportivo possuem o emblema da edição, assim como a soleira das portas. No exterior, as janelas traseiras são escurecidas. O Edition 35 possui também rodas de liga-leve e faróis com luzes diurnas em LED.

O Golf GTI estará disponível a partir de junho.

Volkswagen completa 57 anos de Brasil

sexta-feira, abril 16th, 2010

Volkswagen completa 57 anos de Brasil

A história de sucesso da Volkswagen do Brasil começou no dia 23 de março de 1953. A empresa iniciou as suas operações num pequeno armazém alugado, no Ipiranga, em São Paulo. De lá saíram os primeiros Fusca, então chamados de Volkswagen Sedan, montados com peças importadas da Alemanha por apenas 12 empregados.

Naquela data ainda não era possível prever que a Volkswagen se tornaria a maior montadora de veículos do Brasil, com 21,7 mil empregados e a produção de mais de 18 milhões de unidades. A marca conquistou a confiança e a admiração dos brasileiros ofertando produtos robustos, confiáveis e, sobretudo, de alta qualidade.

O primeiro milhão de veículos da marca foi produzido em julho de 1970. O primeiro veículo da marca com motor refrigerado a água foi o Passat, que chegou ao mercado em junho de 1974. O carro mais vendido da história do Brasil, o Gol, foi lançado em 1980.

Em 1993, a marca chegou a 10 milhões de veículos feitos no Brasil e, em 2003, lançou o primeiro carro bicombustível do País, o Gol Total Flex. Em 2009, a Volkswagen alcançou o seu recorde de produção e vendas no Brasil, liderando o mercado nacional de automóveis.

Tiguan é sucesso entre os clientes Breitkopf

quarta-feira, agosto 5th, 2009

Desde que chegou na Breitkopf Veículos, em junho, o Tiguan, novo utilitário esportivo da Volkswagen, está fazendo muito sucesso. O primeiro veículo recebido foi vendido já nos primeiros dias.

Lançado no mercado europeu em 2007, o Tiguan passou a ser vendido no Brasil a partir do primeiro semestre de 2009. Produzido na fábrica da Volkswagen, em Wolfsburg, Alemanha, o Tiguan recebeu este nome da associação da força do Tigre com a versatilidade da Iguana, características que estão associadas aos atributos do modelo.

O Tiguan é ideal para quem aprecia conforto, requinte e versatilidade de um SUV aliado a aventura, seja urbana ou fora de estrada. Disponível em 7 opções de cores externas, o modelo também conta com seis padrões de revestimento interno, sendo três em tecido e três em couro.

O Tiguan vem equipado da fábrica com airbag duplo frontal, laterais e do tipo cortina, que trabalham em conjunto com o sistema de freios anti-travamento (ABS) e o controle de estabilidade (ESP); ar-condicionado com duas zonas de regulagem, sensores de estacionamento; rodas de liga leve de 17 polegadas; monitoramento da pressão dos pneus e o engenhoso sistema Auto Hold. Teto solar panorâmico, faróis de xenon direcionais e rodas de 18 polegadas são oferecidos como opcionais.

No Brasil, o Tiguan está sendo vendido na versão com o motor 2.0 TSI, equipado com injeção direta e capaz de gerar 200 cv. Segundo dados da montadora, o SUV acelera de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos e chega a 207 km/h.

Os clientes podem conhecer o Tiguan de perto, no show-room da Breitkopf Veículos.

Brasil amplia sua importância no grupo Volkswagen

sexta-feira, maio 8th, 2009

A operação brasileira da Volkswagem sustenta boa parte da estrutura da multinacional alemã em todo o mundo. A participação do Brasil nas vendas mundiais passou de 14% em 2007 para 16% em 2008. É a segunda maior operação fora da Alemanha, atrás das fábricas na China.

No último trimestre, o Brasil ajudou até na composição dos lucros da companhia. O lucro operacional da Volks recuou 76%, para 312 milhões de euros. Mas o resultado poderia ter sido mais prejudicado não fosse o ganho de 600 milhões de euros gerado pela venda da operação brasileira de caminhões e ônibus para a também fabricante de caminhões alemã MAN.

A montadora informou que o faturamento mundial caiu 11,2% nos três primeiros meses do ano na comparação com o mesmo período de 2008, atingindo 24 bilhões de euros. No período, as vendas mostraram recuo de 10,7%, para 1,4 milhões de unidades.

Já no Brasil, também no primeiro trimestre, as vendas da Volks registraram um aumento de 8,5%. O resultado superou o do próprio mercado, que cresceu 4%. Em março, a empresa começou a convocar os trabalhadores da sua maior fábrica, em São Bernardo do Campo (SP), para fazer hora extra aos sábados.

O destaque do Brasil no cenário dessa multinacional se dá antes mesmo da crise mundial. O grupo Volkswagen fechou 2008 com um crescimento de vendas de 0,6% em todo o mundo e de 6% no Brasil.

Na Alemanha, a companhia anunciou que o declínio na demanda deve continuar a prejudicar seus próximos balanços. Mesmo assim conseguiu ampliar a participação no mercado mundial de automóveis no primeiro trimestre deste ano, para 11%, ante os 9,7% que tinha no ano passado.

Segundo o relatório divulgado pela Volks aos investidores na Europa, os mercados que têm mais colaborado para as vendas da companhia são os da China, Alemanha e Brasil, que representaram 44% das vendas totais no último ano.

Fonte: Jornal Valor