Posts Tagged ‘fusca’

Breitkopf Veículos presente no Brusque Motor Show

quarta-feira, julho 29th, 2015

IMG-20150713-WA0000

No mês de julho, a cidade de Brusque sediou um evento que atraiu e encantou os apaixonados por carro. O Brusque Motor Show ocorreu nos dias 11 e 12 no Pavilhão da Fenarreco e a Breitkopf Veículos marcou presença e fez bonito no local.

20150711_085313

O supervisor de vendas da Breitkopf Veículos de Brusque, José Paulo Pereira, explica que foram expostos cinco veículos: um Audi TT, um Fusca, um Passat, um Fox Pepper e uma Saveiro. “Além de participar da exposição, o objetivo foi mostrar para a comunidade que os nossos carros também podem ser personalizados. Foi uma oportunidade de evidenciarmos os nossos veículos neste grande evento, que atraiu visitantes de várias cidades da região de Brusque e de outras regiões do Estado de Santa Catarina”, comenta. Esta foi a segunda vez que o evento ocorreu em Brusque e a Breitkopf esteve presente nas duas edições.

20150711_085234

IMG_20150711_161831722

IMG_20150711_163122080

IMG_20150711_163912903

IMG_20150711_172611283

Exposição de Fuscas

sexta-feira, janeiro 30th, 2015

Exposição-de-Fuscas

A Breitkopf Veículos, sempre presente nos melhores eventos da região, apoia e está presente na exposição do Fusca no Neumarkt Shopping. Com entrada gratuita, a mostra iniciou no dia 19 de janeiro e segue até 6 de fevereiro, das 10 às 22h, na Praça de Eventos do Neumarkt Shopping. Na exposição, nove modelos pertencentes aos integrantes do grupo Pomer Volks, clube de fuscas de Pomerode, e da Breitkopf Veículos, estão sendo exibidos. A mostra reúne modelos desde 1950, passando pelo New Beetle até o novo fusca.

Exposição-de-Fuscas-4

História

Criado em 1930, o fusca foi sempre o carro mais barato em todos os países em que foi comercializado. Logo que as dificuldades econômicas foram superadas, no pós-guerra, o fusca dominou a sua fatia de mercado e se tornou um ícone que persiste até os dias de hoje, apesar de já não ser fabricado no modelo original há muitos anos. O primeiro Volkswagen brasileiro foi lançado em 1959, obedecendo, com poucas modificações, ao projeto de Ferdinand Porsche, lançado na Alemanha 20 anos antes. Em 1986, a Volkswagen desistiu de fabricá-lo, alegando que era um modelo muito obsoleto, apesar de ser ainda um dos 12 carros mais vendidos daquela época.

Exposição-de-Fuscas-5

Confira os carros que estão na exposição:

Fusca 1954 – Importando da Alemanha, é muito apreciado e valorizado no mercado de antigos, chegando a valer o preço de dois carros populares. Seu maior diferencial é a janela traseira em formato oval, motor 1200 e pisca na coluna do carro.

Fusca 1966 – Placa Preta. Em 1966 houve mudanças na caixa de marcha e no distribuidor. Com motor 1200 o exemplar tem mais de 90% de originalidade, sendo assim reconhecido pela placa preta.

Fusca 1971 – Primeiro fusca fabricado com motorização 1500, mais conhecido como Fuscão. Nesse ano, um incêndio destrói o setor de pintura da fábrica, interrompendo a produção, alguns carros sobrevivem ao incêndio, que é o caso deste exemplar.

Fusca 1972 – A Volkswagen do Brasil atinge a produção de 1 milhão de Fuscas. Ganha novo interruptor de luzes indicadoras de direção. O exemplar exposto está alterado com rodas importadas e um estilo esportivo.

Fusca 1974 – O motor 1.600 cc (65cv) passa a ser opção para o Fusca. As vendas do carro batem recorde, com 237.323 unidades no ano, número que nunca seria superado.

Fusca 1976 – Em 1976 é lançada a versão 1.300-L. O perfil entre o quebra-vento e o vidro dianteiro deixa de ser cromado.

Fusca 1986 – Em 1986, com a decisão da Volkswagen do Brasil de encerrar a produção, foi designada como “Última Série” as 850 últimas unidades fabricadas, que vieram numeradas no para-brisa de 000 a 850.

New Beetle – O New Beetle nasceu como um estudo de design, que recebeu o nome-código Concept 1. Em 1998, o mundo conheceu o New Beetle, com formas idênticas ao antigo modelo, porém, com mecânica, suspensão e plataforma do Volkswagen Golf de 4ª geração.

Fusca zero kilômetro – Numa ação ousada, a Volkswagen retomou o antigo nome do carro no país. Além de tornar o design do Fusca mais interessante, também fez o carro se tornar um legítimo esportivo. Seu motor é o mesmo aplicado em modelos como o Jetta TSI e Tiguan.

Exposição-de-Fuscas-6

Breitkopf já conta com o novo modelo do Fusca – o imortal

quinta-feira, setembro 19th, 2013

fuca

Desde os 15 anos o empresário Dolorécio Pedro Barni, 57 anos, possui Fusca e não nega que é um apaixonado inveterado por este veículo. Tanto que, além de um Fusca 1982, ele possui um New Betle 2009. “Ele tem menos de 30 mil KM porque a minha esposa usa só para dar umas voltinhas”, conta. Desde a juventude ele já teve mais de 40 Fuscas de modelos diferentes. Atualmente, possui outros dois modelos de carros que usa para o dia-a-dia, mas não deixar de ter um Fusca. “Reservo os meus Fuscas para os passeios, para a diversão”, resume.

O modelo 1982 está tão bem conservado que foi escolhido para ficar em exposição ao lado do novo Fusca que já chegou à Breitkopf. O contraponto entre um Fusca com mais de 30 anos de história e o modelo novo serve para mostrar que ele é imortal. Muitas pessoas têm tirado fotos tanto do novo quanto do antigo que estão em exposição na Breitkopf de Brusque.

fusca

O novo Fusca chega ao mercado carregado de expectativas que, com certeza, está apto para atendê-las. Ele possui 200 cv de potência, roda de 18, teto solar, bancos em couro, faróis de xênon, leds, seis air-bags, sensor de estacionamento, som fender, navegador GPS e outros detalhes que o tornam um objeto de desejo para pessoas de todas as idades.

Exposição de Fuscas acontece no Shopping Park Europeu

terça-feira, junho 11th, 2013

Entre os dias 06 a 31 de maio aconteceu uma exposição pra lá de especial no Shopping Park Europeu, em Blumenau. Vários modelos de Fuscas estavam expostos e contaram a história do modelo desde a década de 50 até o novo Fusca 2013.

Foram 15 veículos expostos para o público e 3 destes modelos foram cedidos pela Breitkopf Veículos, para que o sucesso da exposição fosse concretizado: o último modelo construído na época do ex-presidente Itamar Franco, o New Beetle e o novo Fusca, modelo 2013. Carros da década de 50, 60, 70, 90 e 2000 estiveram presentes na exposição também. O Fusca 1954 também estava exposto; este modelo que é uma raridade foi fabricado na Alemanha e importado para o Brasil na época.

Quem visitou a exposição no Shopping Park Europeu, pode acompanhar a evolução do Fusca ao longo dos anos. A história do Fusca é uma das mais complexas e longas, pois o modelo tem estado na vida de muitos brasileiros e, se depender de muita gente, essa história continuará de geração em geração.

Um pouco sobre a história do Fusca

Criado na década de 30, com pequena interrupção da sua produção durante a Segunda Guerra Mundial, o Fusca foi sempre o carro mais em conta em todos os países em que foi comercializado. Logo que as dificuldades econômicas foram superadas, no pós-guerra, o Fusca, com sua fama de indestrutível, dominou o mercado e se tornou um ícone que persiste até os dias de hoje, apesar de já não ser fabricado, no modelo original, há muitos anos.

O primeiro VW brasileiro foi lançado em 1959, obedecendo ao projeto de Ferdinand Porsche, lançado na Alemanha 20 anos antes. Em 1986, depois de 27 anos, a Volkswagen parou de fabricá-lo, alegando que era um modelo muito obsoleto, apesar de ser ainda um dos 12 carros mais vendidos da época.

Em 1993, por sugestão do presidente da época, a montadora voltou a fabricar o Fusca. O presidente queria a fabricação de carros populares e a sua sugestão foi que o Brasil precisava de um carro como o Fusca. Como na década de 90 já existiam carros populares com mais acessórios que o Fusca, as vendas não atingiram o esperado e, em 1996, a Volkswagen desistiu do projeto. Entretanto, o Fusca permanece até hoje como um dos carros usados mais vendidos e valorizados no mercado brasileiro.

No ano de 1998, o mundo conheceu o New Beetle, que é a reedição do Fusca, com algumas modificações, incluindo a mecânica, a suspensão e a plataforma do VW Golf de 4ª geração. E, em 2013, o Fusca veio com força total. A Volkswagen apresentou um produto totalmente novo e com potencial para alcançar um público maior.

Independente do modelo, o Fusca sempre foi um carro muito querido pelos brasileiros. Sempre foi conhecido por ser um carro forte, com potência e que não deixa o motorista na mão. Este é um dos motivos que leva muitas pessoas a manter os modelos em suas garagens (sem contar o valor emocional que o veículo agrega), pois este é um dos poucos modelos que faz parte da história automobilística do Brasil.

Com nome resgatado pela VW, Novo Fusca deve chegar ao mercado em novembro

segunda-feira, outubro 8th, 2012

A nova geração do Beetle vem por aí. Beetle não; é Fusca. O nome foi resgatado pela Volkswagen e será usado para o novo modelo que deve chegar ao mercado em novembro.

O carro virá equipado com motor 2.0 l TSI com injeção direta de gasolina, que desenvolve 200 cavalos de potência, acoplado à transmissão de seis marchas de dupla embreagem. De acordo com a VW, o Novo Fusca acelera de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos e a velocidade máxima alcançada é de 210 km/h.

Várias ações de pré-lançamento do modelo estão programadas para acontecer, e elas têm como objetivo gerar curiosidade e expectativa do mercado para a chegada do Novo Fusca. Entre essas ações, se encaixam as que serão feitas na nova novela da Rede Globo, onde os personagens utilizam e interagem com o carro.

Para maiores informações sobre os modelos da VW, entre em contato com uma de nossas concessionárias e venha fazer uma visita!

Blumenau – (47)3231-2000

Rua São Paulo, 2001, Bairro Itoupava Seca

 

Brusque – (47)3251-0500

Av. Otto Renaux, 346, Bairro São Luiz

Se preferir, acesse nosso site: www.breitkopf.com.br

Brasileiros festejam o Dia Nacional do Fusca

quarta-feira, janeiro 25th, 2012

fusca

O dia 20 de janeiro é considerado o Dia Nacional do Fusca. A data celebra o início da produção do modelo no Brasil, em 1959. Um dos veículos mais vendidos no país, o Fusca reúne apaixonados que fazem dele uma relíquia. Consolidado no Brasil, o compacto popular da VW foi o líder de mercado durante 24 anos consecutivos, sendo superado apenas pelo Gol, que o sucedeu. Chamado inicialmente de VW Sedan, o modelo foi batizado de Fusca apenas em 1983.
Produzido em São Bernardo do Campo (SP), o Fusca foi um dos primeiros veículos populares do mercado brasileiro. Considerado um dos automóveis mais importantes da indústria nacional e mundial, o clássico VW foi produzido no Brasil entre 1959 e 1986.

fusca3
Mas em 1993, a pedido do então presidente da república Itamar Franco, a montadora retomou a produção do veículo e assim seguiu até 1996. Ao todo foram mais de 3,1 milhões de unidades produzidas no Brasil. O último país a parar de fabricar o modelo foi o México, em 2003.
O sucesso do Fusca tem uma fórmula simples: o carro era barato e sua mecânica resistente, além de possuir baixos custos de reparo. Não à toa, dezenas de milhares de exemplares do modelo ainda continuam em plena atividade.

fusca2

Volkswagen completa 57 anos de Brasil

sexta-feira, abril 16th, 2010

Volkswagen completa 57 anos de Brasil

A história de sucesso da Volkswagen do Brasil começou no dia 23 de março de 1953. A empresa iniciou as suas operações num pequeno armazém alugado, no Ipiranga, em São Paulo. De lá saíram os primeiros Fusca, então chamados de Volkswagen Sedan, montados com peças importadas da Alemanha por apenas 12 empregados.

Naquela data ainda não era possível prever que a Volkswagen se tornaria a maior montadora de veículos do Brasil, com 21,7 mil empregados e a produção de mais de 18 milhões de unidades. A marca conquistou a confiança e a admiração dos brasileiros ofertando produtos robustos, confiáveis e, sobretudo, de alta qualidade.

O primeiro milhão de veículos da marca foi produzido em julho de 1970. O primeiro veículo da marca com motor refrigerado a água foi o Passat, que chegou ao mercado em junho de 1974. O carro mais vendido da história do Brasil, o Gol, foi lançado em 1980.

Em 1993, a marca chegou a 10 milhões de veículos feitos no Brasil e, em 2003, lançou o primeiro carro bicombustível do País, o Gol Total Flex. Em 2009, a Volkswagen alcançou o seu recorde de produção e vendas no Brasil, liderando o mercado nacional de automóveis.

New Beetle mais perto dos aficcionados

terça-feira, outubro 14th, 2008

No país que consagrou o Fusca, não se estranha a paixão do público pelo seu sucessor. O New Beetle conquista cada vez mais espaço nas ruas brasileiras, em parte num impulso saudosista dos consumidores, porém, muito mais pelas vantagens que o estilo “fun car” oferece.
A facilidade de importação do modelo a partir da fábrica de Puebla, no México, com alíquota zero, aproximou os brasileiros apaixonados do New Beetle. Os compradores têm perfis diferenciados e o modelo agrada por diferentes razões. Os mais velhos apreciam o carro por nostalgia, as mulheres gostam do design e os jovens reconhecem o carisma e simpatia do New Beetle no trânsito.

Evolução

Embora seja a reedição do mito consagrado da Volkswagen, o New Beetle desenvolvido na Califórnia pouco lembra o tradicional Fusca. A associação fica por conta do design da carroceria, o que já confere ao modelo um forte apelo emocional de venda.
Porém, a mecânica, suspensão e plataforma são da quarta geração do Golf. Desta forma, o antigo motor traseiro refrigerado a ar, em posição longitudinal foi substituído por um propulsor dianteiro refrigerado a água, de configuração em linha e posição transversal.

Refinamentos

Lançado em 1998, o New Beetle nem de longe é um carro popular como o Fusca. Isto porque conta com refinamentos como banco de couro, direção hidráulica, câmbio automático, ar-condicionado, airbags e reforços estruturais que absorvem e distribuem a energia de um impacto.
A lista de sofisticação do fun car continua com a versão do motor 2.0 a gasolina, de 116 cv, transmissão manual e automática de velocidade, piloto automático, freios ABS, CD player com MP3 e seis auto-falantes, tudo de série.
Em 2006 o New Beetle recebeu uma leve reestilização, a primeira em 8 anos, e permanece sendo exportado para a América do Norte, América Latina e Europa.